Ciclos solares durante o mínimo de Maunder

Um meu velho artigo de 2010 (em italiano)  que encontrei por acaso e que publico com vontade depois de 7 anos!

https://daltonsminima.wordpress.com/2010/03/26/i-cicli-solari-durante-il-minimo-di-maunder/

Aqui o arquivo dos meus artigos na Italia… para quem deseja aprender o idioma…

https://daltonsminima.wordpress.com/author/sandcarioca/

O mínimo de Maunder desenvolveu-se entre os anos 1645 e 1717. Vejamos o que aconteceu naquele momento nos ciclos e se houve ciclos com máximos das manchas no Sol. Em primeiro lugar, vejamos o que os astrônomos escreveram no tempo antes dos mínimos em seus arquivos e desenhos, lembrando que eles ainda não sabiam sobre os ciclos solares e que, portanto, os desenhos das manchas mostram apenas o que foi visto com a instrumentação do tempo e que esta instrumentação durante esses anos vem se desenvolvendo para que o fator de correção que devemos aplicar para tornar esses modelos comparável ao moderno tem que variar durante as décadas.

Em seguida, analisamos a pesquisa feita por Maunder.

De acordo com os manuscritos do tempo entre 1610 e 1620, houve uma grande atividade solar com um número anual de Wolf de 60 em 1610, quando as manchas solares foram observadas também a olho nu e 55 em 1612. Entre 1620 e o 1630 foi o máximo em 1625 com um número de Wolf de 40; Entre 1630 e 1640 não havia dados confiáveis, entre 1640 e 1650 o máximo foi em 1643 com um número de Wolf de 20.

No. ciclo década Ano máximo No. de lobo
-10 1640-1650 1643 18
-9 1650-1660 1653 5 Início mínimo
-8 1660-1670 1661 5
-7 1670-1680 1673 10
-6 1680-1690 1684 12
-5 1690-1700 1695 7
-4 1700-1710 1705 20 fim do mínimo
-3 1710-1720 1718 65

Considerando o fator de correção no ciclo 1700-1710, o máximo de 1705 com 20 Wolf pode ser corrigido com um K 2/3 e, em seguida, obter uma contagem de Wolf de 50. O fator de correção durante o mínimo de Maunder, por mostrar alguns manchas e, provavelmente muitos desses pequenas, que agora são contados silenciosamente, mas que foram negligenciados, podemos atribuir um fator de correção K de 2 ou 3 ou mesmo maior. Durante o mínimo de Maunder, houve ciclos e cada um teve seu máximo que é claramente visível se aplicarmos o fator correcional e os ciclos tiveram aproximadamente seu desenvolvimento normal de quase 11 anos. (Eu lembro que quando Maunder fez a tabela acima, agora retocada com o número de Wolf e Maximo, ele ja conhecia os ciclos solares de 11 anos!

O ano de 1718 com um maximo Wolf de 65 (seria o Wolf 130/190) foi o primeiro ano de ciclos pós-Maunder máximos, embora a ciência tenha começado a contar ciclos desde 1755.

Outra característica era que as manchas durante o Maunder estavam concentradas no hemisfério sul, exceto na última parte do minimo de Maunder, quando as manchas apareceram na parte norte do Sol.
Com base nos cálculos feitos com manchas, também foi possível calcular é o Fluxo Solar que, de 1610 a 2010, seria o seguinte:

(Clique aqui para ver ampliado: Flux.png )

Finalmente, três são as curiosidades: a primeira é que os violões Stradivari se pensou que eram ferramentas maravilhosas porque usava árvores que, durante esse tempo, cresceram lentamente; Stradivari nasceu um ano antes do início do mínimo do Maunder. Segunda curiosidade: o período do mínimo de Maunder corresponde ao reinado do rei Luís XIV da França O REI SOL! (1643-1715). Terceira curiosidade, que não sei se é uma curiosidade ou uma coisa muito séria; em um desenho feito por Flamsteed (astrônomo inglês, aquele que construiu o Observatório de Greenwich), um estudo recente de JM Vaquero do Departamento de Física Aplicada da Universidade de Extremadura em Cáceres (Espanha), fazendo uma pesquisa profunda ele acha que o Sol tem ralentado a sua rotação no período mais profundo do minimo de Maunder em 1684.

Sand-rio

 

 

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: