DATAS FAMOSAS PARA O FIM DO MUNDO E DESASTRES APOCALÍPTICOS… 23 setembro 2017

UPDATE 24/9/2017… Aff…nem  esta vez houve o fim do mundo … estamos esperando a próxima data … para rir de novo de quem ainda acredita em contos de fadas.

Cada vez que se aproxima uma data indicada como o próximo fim do mundo a pagina do blog onde, (fora do tema do site…) indiquei as mais importantes datas na historia da humanidade do fim do mundo, tem um impressionante numero de visitas…. eu queria que todas essas pessoas se apaixonassem mais para o nosso SOL e para as mudanças climáticas….. mas assim vai o mundo.

https://sandcarioca.wordpress.com/2012/10/03/datas-famosas-para-o-fim-do-mundo-e-desastres-apocalípticos/

Volto a falar desses fake news sobre o fim do mundo que nunca acontece, falando da ultima fim do mundo que deveria acontecer o dia 23 de setembro.

Naturalmente não vai acontecer nada de nada, mas vamos ver a principal novidade desse próximo fim do mundo falando de NIBIRU e outras coisas em parte verdadeiras.

Para NOSTRADAMUS, o fim do mundo teria que vir em 1999. Para outros em 2000, a causa do terrível bug do milênio. No entanto, poderíamos imaginar que o fatídico ano seria 2012. E se escaparmos até hoje, talvez ainda seja cedo demais para cantar  vitória. De fato, 23 de setembro deve ser a vez de Nibiru, um corpo celestial imaginário que alguns  identificam com o planeta 9, e isso parece – assim a lenda o quer – colidir com a Terra. Uma teoria que tem raízes na mitologia babilônica e suméria e na numerologia cristã  (ou supostamente), e teve uma tal difusão nos últimos anos para forçar a Nasa a negar oficialmente a possibilidade de tal cataclismo. Mas como é esse outra fake news do fim do mundo? E o que Nibiru tem com o misterioso Planeta 9? A lenda de Nibiru, de fato, tem raízes de grande alcance.

Começa a falar há mais de uma década, quando a união entre as teorias de Zecharia Sitchin , escritor e especialista em arqueologia misteriosa, e as de Nancy Lieder, uma senhora do Wisconsin em contato direto com a raça alienígena do Zeta Reticuli, cria uma das mais longas teorias de conspiração das últimas décadas: Nibiru, um planeta gigante escondido à beira do nosso Sistema Solar e destinado a destruir a Terra, cuja existência, obviamente, seria negada por governos e instituições do mundo. As primeiras versões da teoria falaram sobre 2003 como prováveis ​​datas de desastre, e depois – uma vez ultrapassado o encontro fatal – até 2012, entrelaçando desta vez com as atuais predições cataclísmicas dos maias.

Sobrevivemos ao segundo encontro com Nibiru, necessitava obviamente um novo candidato. E foi o suficiente esperar alguns anos para apresentar a oportunidade perfeita que veio em 2014, quando um artigo sobre a Nature escrito pelos astrônomos Chad Trujillo e Scott Sheppard abriu o caminho para a existência de um nono planeta dentro do Sistema Solar. A hipótese, corroborada em 2016 por uma segunda pesquisa publicada pelos cientistas Mike Brown e Konstantin Batygin , é aquela do planeta 9: um gigante escondido em uma órbita remota longe do Sol e que escapou até aos nossos telescópios até agora.

Nibiru, é claro, era apenas o novo planeta 9 (e não importa se cientistas nunca tenham considerado a possibilidade de um impacto na Terra). Havia apenas uma nova data para o desastre. David Meade , autor do Planeta X – A chegada de 2017, pensou a isso, um livro que através de uma leitura numerológica “sólida” de textos sagrados judaicos cristã foi capaz de calcular a data do fim do mundo, cataclisma obviamente, que o Senhor confiou ao impacto da Terra com Nibiru, no novo papel do planeta 9. A há muitos sinais e, Meade assegura, é fácil ver se você sabe onde procurar. A partir de seus cálculos em 23 de setembro, haverá uma configuração astral particular esperada em uma passagem do Livro do Apocalipse (Apocalipse 12.1), que fará um prelúdio para a chegada de Nibiru. Hipótese encantadora.

È verdade que teremos uma configuração astral raríssima, e sembra que tale configuração não acade desde 7000 anos mais ou menos.

Nas imagens abaixo, em 23 de setembro de 2017, você verá o alinhamento de planetas e estrelas como Saturno, Lua, Terra, Júpiter, Sol, Mercúrio, Marte, Vênus e Regulus, estrela que significa Rei.

Deve-se enfatizar que o alinhamento coincidirá com o equinócio de outono quando o campo magnético é geralmente mais sensível ao estresse; entre outras coisas pouco depois da lua nova do dia 20 a noite; Conseqüentemente, dado o forçamento gravitacional-maré, no período posterior a probabilidade de terremotos, erupções vulcânicas e eventos climáticos extremos aumentará muito. Finalmente, as configurações astronômicas desse tipo estimulam a aparência de grandes manchas na superfície solar; dito isto, pode haver novas tempestades magnéticas substanciais nos próximos dias. Veremos …

Mas voltamos a falar de Nibiru, mesmo sem sentido não há possibilidade de que um objeto de tamanho similar atinja as áreas mais internas do Sistema Solar, pelo menos, não em uma escala de tempo que coincida com a de nossas vidas”. Isto, obviamente, não significa que o planeta 9 seja um absurdo. “O do chamado planeta 9 é uma hipótese cientificamente séria que nasceu para explicar algumas características anormais das órbitas dos objetos trans-neptunianos mais distantes”.

Observar as órbitas desses corpos celestes além da órbita de Neptuno parece ser anomalias, alinhamentos estranhos e planos orbitais preferenciais que só podem ser explicados de duas maneiras. A primeira hipótese é a avançada pelas obras de Truillo e Sheppard, e as de Brown e Batygin: um grande e distante planeta que interfere com a órbita dos objetos trans neptunianos. Seria um planeta muito especial, porque a uma distância do Sol – em seu ponto mais próximo, sua distância seria 200 vezes maior que a da Terra – a nebulosa primordial a partir da qual o Sistema Solar não teria a densidade necessária para para dar vida a um planeta. E então o Planeta 9 deveria ter tido outra origem: na parte central do Sistema Solar,

A outra possibilidade é ainda mais simples: as anomalias observadas na órbita dos trans neptunianos só podem ser uma ilusão. Hoje, conhecemos apenas mil objetos transnacionais e no futuro podemos ver que esta é uma fração dos existentes, que acabamos de identificar o mais fácil de observar e o que agora vemos como anomalias em suas órbitas não são mais consideradas em sua totalidade. Por outro lado, ainda temos muito a descobrir em áreas externas do Sistema Solar . Em suma, os mistérios não faltam. Embora, por enquanto, segredos escondidos no espaço profundo não parecem representar um risco para o nosso planeta. Para uma confirmação, no entanto, esperem até 23 de setembro.

A gente se fala dia 24 de setembro…. Até logo.

SAND-RIO

 

Anúncios

2 Comments

  1. Antonio Celso Guirro
    Posted 20 setembro 2017 at 11:53 PM | Permalink

    “A gente se fala no dia 24 de setembro… Até logo.”

    Ou não!!! …

    8:)

  2. Antonio Muniz Gomes
    Posted 25 setembro 2017 at 6:27 PM | Permalink

    Oi estou vivo e olha nós aqui. Rsrsrs. Mas muito sofrimento virá preparem-se.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: