Yellowstone, Taupo e outros gigantes ….

Ontem de manhã 6 julio foi registrado um terremoto de 5,8 ° Richter a cerca de 250 km a noroeste da parte central da enorme caldeira vulcânica do Yellowstone. Um sisma bem forte seguido para outros sismas. Muito medo entre os turistas.

  • Há algumas horas, conforme relatado pelo sismológico American Institute, um forte terremoto de 5,8  de magnitude se originou na mesma área e foi sentido tão claramente entre os que naquela época (especialmente os turistas) estavam no parque e visitar o apreciar a beleza dos Geyser,  e dos ” lagos coloridos ” sulfurosos. O terremoto teve epicentro localizado entre as cidades de Lincoln e Wolf Creek, em áreas da Floresta Nacional Helena, a poucos quilômetros ao norte do Parque Nacional de Yellowstone.

  • O supervulcão por definição, entre os mais famosos do mundo graças aos muitos filmes em que “ele” participa com enormes catástrofes planetárias, apresenta numerosas anomalias sobre a qual se deve prestar atenção, mas, mesmo assim, no momento  não apresenta sinais de erupção iminente…. palavra dos cientistas americanos….O termo “iminente” assume, no entanto, um significado diferente, dependendo se você fala em termos  “humano”, para o qual falamos sobre o dia-mês-ano, ou se você fala em termos “geológico”, para o qual falamos de séculos e possivelmente milênios.A última grande erupção do Yellowstone remonta a cerca de 630.000 anos atrás e para ter uma ideia do tamanho da erupção, basta olhar para a imagem a seguir:

    Existem 3 áreas em que foi encontrado um depósito de cinzas das principais grandes erupções do Yellowstone. E para comparação é visível a erupção de área de depósito das cinzas do Monte St.Helens 1980.

     

     

    Impressionante, não é?

    Vamos olhar para uma comparação em termos de volume ejetado de cinzas:

     

     

     

    O vídeo em cima é da erupção  do Monte St.Helens. O que se segue é um vídeo a respeito do Pinatubo:

     

     

    Sem dúvida, o Yellowstone está se preparando para uma nova erupção … Quando será não podemos saber. Mas isso vai acontecer!

     

    Mapa de “lugares quentes” (pontos vermelhos) ativos no mundo

    Uma causa do despertar, de acordo com as informações,  poderia ser o enfraquecimento do campo magnético da Terra, o que, no longo prazo, permite uma maior movimentação da crosta da Terra em relação ao manto subjacente. Desde o Yellowstone está localizado em um “ponto quente”, ou seja em um ponto  onde temos temos um aumento anormal no manto da Terra para a superfície, qualquer alteração das condições físicas do sistema geológico da Terra, têm um impacto sobre esses pontos e vulcões relativos. Tais alterações, são causadas pela diminuição da atividade solar durante um longo período (cuidado, quando falo de atividade solar no longo prazo, estou me referindo a um período de tempo de várias décadas, diferente do conceito do “mínimo solar”, que dura apenas alguns anos entre um ciclo de manchas solares de onze anos e o próximo) por isso um profundo minimo solar (tipo Dalton o Maunder) que se manifesta por vários ciclos solares e assim por varias décadas poderia ser a causa principal para uma erupção devastadora de um dos super vulções no mundo.  E, em seguida, nas próximas décadas, podemos esperar o despertar gradual (e o retorno em erupção) dos grandes vulcões, exatamente como eles já estão fazendo o Yellowstone, od Campi Flegrei ou o Taupo.

    Um futuro cheio de acontecimentos importantes nos espera … entre a mudança climática ao frio, voltando a entrar em erupção de super vulcões e a atividade solar em fase de um super minimo … quem sabe …

    Vamos esperar que tudo acabe bem!

  • SAND-RIO
Anúncios

3 Comments

  1. Antonio Muniz Gomes
    Posted 8 julho 2017 at 8:18 PM | Permalink

    Fiz faculdade de Bacharelado em Geografia porém não terminei o curso. Mas não sou leigo no assunto. E todo Geólogo ou Topografo vai dizer a mesma coisa, já há um processo de forte movimentação de magma e de pressão subterrânea nesse vulcão. Tremores harmônicos, partes do solo esquentando muito, e em outras partes , lagos em ebulição e Gêiser aumentando substancialmente e fumarolas se espalhando pelo parque, e muita atividade afinal. Então há realmente uma mudança e uma anomalia com esse vulcão. Devemos nos preparar pois será um evento Global.

  2. Leandro Leite
    Posted 8 julho 2017 at 9:25 PM | Permalink

    Não é o assunto da matéria, mas é um assunto de grande importância no blog, sobre a Pequena Idade do Gelo e seu retorno em um futuro próximo, há diversos relatos de que o Brasil também foi influenciado por esse fenômeno que marcou a história climática da Europa, teria nevado onde hoje é Brasília no século XVIII? http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/07/04/interna_cidadesdf,607119/esta-reclamando-do-frio-brasilia-ja-registrou-neve.shtml


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: