1967: quando um flare Solar ameaçou desencadear a Terceira Guerra Mundial!

Falei  em vários artigos anteriores no risco de uma explosão solar particularmente intensa, o que também pode ocorrer em fases de atividade solar bastante fraca, e que podia  bloquear o fornecimento de energia elétrica por toda a Terra. Aqui em baixo os artigos publicados.

https://sandcarioca.wordpress.com/2016/01/24/evento-carrington-black-out-no-mundo-um-problema-de-informacao/

https://sandcarioca.wordpress.com/2013/10/26/governo-britanico-alerta-que-existe-ate-50-de-possibilidade-de-tempestade-solar-tipo-carrington/

https://sandcarioca.wordpress.com/2012/10/28/novo-estudo-descobriu-que-um-novo-evento-carrington-solar-poderia-causar-um-resfriamento-global-de-mais-de-3c/

https://sandcarioca.wordpress.com/2012/03/06/o-que-fazer-se-houver-um-novo-evento-carrington/

https://sandcarioca.wordpress.com/2011/02/24/tempestade-solar-um-novo-evento-de-carrington/

https://sandcarioca.wordpress.com/2015/09/09/tempestade-solar-poderia-causar-apocalipse-na-terra-com-apenas-12-horas-de-aviso/

https://sandcarioca.wordpress.com/2014/08/22/uma-tempestade-solar-poderia-custar-trilhoes-e-afetar-milhoes-de-pessoas/

Os cientistas temem a chegada de um novo “Evento Carrington”, a intensa tempestade solar que ocorreu em 1 de setembro de 1859, e que paralisou as linhas telegráficas para cerca de 14 horas, causando a aurora boreal, entretanto, até áreas totalmente incomum, como Roma , Cuba, ilhas havaianas e Jamaica!

Bem, um evento semelhante, mas não tão intenso,  trouxe o mundo à beira de uma guerra nuclear, quando de repente  pararam os radar e rádio comunicações de três locais de vigilância de mísseis balísticos na sua zona ártica.

Isso poderia ser considerado um ato de guerra pela então União Soviética, e para começar oficialmente um desastre nuclear.

Felizmente, desde 1960 o NORAD tinha começado a supervisão todos os dias  da nossa estrela, em particular a visão de erupções solares que podem causar interferências nas comunicações de rádio.

Em 18 de maio de 1967 apareceu na superfície solar um grande grupo de manchas.

Em 23 de Maio  observadores em Colorado e Novo México haviam observado um brilho mesmo a olho nu, enquanto um observatório  de rádio em Massachusetts havia observado um nível sem precedentes de ondas  rádios a partir do sol.

O NORAD do centro de Colorado Srings soltou um aviso de perigo de interrupções de comunicações de rádio dentro das próximas 24-36 horas, então quando se interrompeu as comunicações com radar para detectar mísseis soviéticos  os comandantes da força aérea já sabiam o que estava acontecendo e ninguém respondeu ao suposto ataque pela URSS. O mesmo aconteceu na parte dos generais da URSS com a consciência que não eram os Estados Unidos atacando a URSS…. mas um general paranoico de uma parte ou na outra poderia desencadear uma guerra nuclear puxando só um gatilho. A gente tive sorte… acho.

Um dia de grande  perigo para o nosso planeta, felizmente frustrado graças aos comentários do grupo de pesquisadores solares de Colorado Springs nos EU e dos físicos solares soviéticos.

O artigo completo está disponível em http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/2016SW001423/pdf

Agosto 14, 16 latest_2048_HMII

One Comment

  1. Rui Alvaro Cardoso
    Posted 28 outubro 2016 at 8:49 PM | Permalink

    Mais forcas para todos vos que dia a pois dia se preocupam em supervisar o funcionamento do nosso sistema solar muito em particular o planeta TERRA. Que publiquem as vossas constatacoes para que a Humanidade nao seja defrautada.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: