Fim de abril 2016: Onda de frio no Brasil

Não é comum uma onda de frio tão cedo na América do Sul, mas é o que você pode ver na está prospecção para os próximos dias, quando, de acordo com as mapas de previsão do centro de computação dos EUA GFS, um bloco de ar fria da Antártida vai na direção do Atlântico Sul, mas também envolvendo grande parte da América do Sul!

Na primeira mapa, observamos as temperaturas previstas para 27 de abril seguinte, quando as geadas podem ocorrer mesmo na parte sul do Brasil, um evento muito raro para o final de abril.

A segunda mapa mostra as anomalias de temperatura sobre o fundamento de que deve ocorrer na próxima quarta-feira, com temperaturas que são mais baixas do que o normal até 10-14 ° C.

É, provavelmente, são os primeiros “sinais” que acompanham a chegada da Nina, juntamente com um forte arrefecimento do continente antártico.

Já tivemos  neve pesada, mais de um metro de neve fresca, afetando várias áreas do sul da Argentina, como a passagem de pinheiro Hachado, que é intransponível.

24 abril 16 gfs_T2m_samer_2524 abril 16 gfs_T2ma_samer_21

Para a niña podemos dizer que o arrefecimento é muito rápido.

Até pouco mais de um mês atrás tinha o fenômeno El Nino que ainda estava muito forte, agora temos o problema oposto … com um resfriamento que é, literalmente, um choque para muitos climatologistas.
Este a situação de hoje, 25 de abril, para as principais áreas que caracterizam o fenômeno ENSO:

nino12

 

nino3

 

nino34

 

nino4

 

Como vocês podem ver, a área Niño 1 + 2 é a que está a sofrer o arrefecimento mais violento. Esta é a porção do Oceano Pacífico equatorial mais perto das costas do Equador / Peru. Uma área afetada pela corrente de Humboldt, uma circulação oceânica que remonta ao longo das costas do Chile e Peru com a interação das águas do Pacífico Sul com as da Corrente Circumpolar Antártica.

Peru_current

6 Comments

  1. Posted 26 abril 2016 at 9:22 PM | Permalink

    Noite

    Esta onda de frio que está adentrando no Sul do Brasil poderá ser a mais forte em muitas décadas, inclusive com chance de neve nos pontos acima de 1200/1400 m no topo da serra de SC, a última vez que nevou foi em 16/4/1999 e único registro oficial. Pode ter nevado em 1971 também, mas não tem registro.

    Tem alta chance de quebrar recordes de mínima em várias cidades de SC, alguns podem ter mais de 60 anos de dados como no INMET de S.Joaquim (-2,2°C), espera-se entre -2/-4 nesta estação, em Urupema, fica numa grande baixada, poderá chegar a -4/-6°C algo raríssimo em abril, geada ampla em SC.

    Este ano o abril foi completamente fora do padrão, o mais quente em décadas, no caso de Florianópolis em 115 anos, 62 anos S.Joaquim (poderá ser o segundo, pois o frio é tão forte que baixará mais de 2°C na média atual que é de 18,8 até o dia 25/+5,4, o recorde era de 16,7°C em 1973).

    Tivemos recordes de máxima absoluta para abril, mínimas mais altas já registradas em abril e agora recordes de mínima ou entre as 3/4 mais baixas já registradas e até máximas mais baixas neste mês.

    Aqui tem a lista dos recordes de abril de 2016 em SC; https://www.facebook.com/Climaterra-Meteorologia-e-Agronomia-619930311412125/

    Parabéns pelo retorno.

  2. marcio pinto
    Posted 27 abril 2016 at 12:19 PM | Permalink

    Um record que esse abril bateu com certeza é de o de variação térmica. Dificilmente veremos uma mudança tão brusca de calor pra frio em uma area tão grande de território. Temperaturas de geada acontecendo quando em condições previas amenas é normal. Mas no fim da semana passada o sul estava quente e agora geada. O poder dessa onda de frio é muito forte e é só uma amostra do o inverno que nos espera.

  3. Antonio Gomes
    Posted 27 abril 2016 at 6:01 PM | Permalink

    É pessoal a dona Maju da Rede Globo ontem avisou que uma forte frente fria ia baixar os termômetros do Sudeste, e no Sul uma massa de ar polar levaria o termômetro abaixo de zero°, além disso com possibilidade de neve nas serras gaúcha e de Santa Catarina. Então até aqui em pleno abril não tinha visto essa possibilidade, antes. Mas a Maju só fez um ar de espanto para o William Boner ao comentar a neve, mas também não disse mais nada.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: