Alarme NIÑA monster

Ela vem do meteorologista americano  Joe Bastardi e seu site Weather Bell o alarme para o que poderia ser um evento climático nunca já visto nos últimos tempos, e que pode perturbar o clima global nos próximos meses!

Assim como tivemos um evento extraordinário como o Nino 2015-16, capaz de reverter a tendência da temporada de inverno no hemisfério norte, e causar várias outras anomalias climáticas no mundo, agora  está chegando o fenômeno oposto, a Nina, dos quais já discutimos em artigos anteriores, que é um forte arrefecimento Oceano Pacífico Equatorial.

Agora temos  fortes anomalias de temperatura negativa  em profundidade, pelo menos até -600 metros, e esta grande massa de água fria vai vir à superfície.

O meteorologista Joe Bastardi publicou as atualizações de previsão de Nina por NOAA, e, em comparação com as previsões anteriores publicadas em fevereiro, nós temos um fenómeno de intensificação, até Nina “Forte”, com um valor de anomalia térmica na área de Central Pacific -3.5 ° C, valor nunca visto até agora, uma anomalia negativa ainda maior do que a do Nino positiva “monstruoso” este ano!

As consequências para o clima global seria quase catastrófico, uma vez teremos inundação e secas normais na Fase Nina em muitas áreas do mundo, mas que seria ainda mais intensificada pela excepcionalidade do fenômeno.

Grandes secas, por exemplo, podem ocorrer no lado oriental da América do Sul, mas também com a chegada nos próximos meses de a Niña está previsto uma grande colheita de  mais , enquanto que uma inibição dos furacões podem ocorrer no Caribe.

Pode ser a mais forte influência sobre o clima europeu, especialmente no inverno, o que poderia ser mais frio do que o normal, mas geralmente uma queda acentuada na temperatura global é esperado durante o segundo semestre de 2016.

Em suma, chega uma turbulência climática verdadeiramente global a partir do próximo Verão europeu!

14 de abril 16 de Nina

UPDATE:

O mapa de anomalias de temperatura no Pacífico logo abaixo da superfície da água não deixam escapar! Será um arrefecimento forte e rápido de todo o sector mais importante do Pacífico equatorial, a área de 3/4.

O  El Nino para em poucas  semanas, e em breve transição para a Niña, um arrefecimento anormal das águas do pacifico equatorial. Traduzido, isso significa que as temperaturas globais são esperados em diminuição considerável nos próximos meses a iniciar de agosto. 

 

Fotos de atividade solar (atividade solar).
UPDATE 2 (23/4/2016)

No mapa seguinte, preparado por NOAA, notamos que, ao largo da costa peruana, apareceu uma pequena área, ampliando-se para o leste, as temperaturas da água de superfície que são mais baixas do que o normal.

É o “núcleo inicial” de Nina, que se expande justamente da área conhecida como “Nino 1-2”, diretamente abaixo da costa sul-americana, em seguida, na direção do Pacífico Central, onde, no momento,  permanecem anomalias térmicas positivas mas em rápido declínio.

E “a rapidez com que  está se expandindo o fenômeno que surpreendeu, em parte, os peritos, que esperavam inicialmente a Nina chegando ao final de 2016, enquanto  está chegando com antecedência e pode, para o mês dezembro, atingir valores do registro histórico!

Os primeiros “sintomas” da entrada da Nina, podemos vê-los nas temperaturas da Antártida, que são fornecidos em declínio acentuado ao longo dos próximos dias, e a primeira onda de frio do inverno na América do Sul, relacionada com a presença de Nina. A primeira onda de frio vai chegar no Brasil na semana próxima  (desde dia 24/25 no sul e depois indo para o norte) com caída das temperaturas até 10°C. 

Observamos, também, a presença de anomalias negativas do Atlântico Norte, de forma a sugerir que entramos definitivamente em um período de AMO negativo.

21 de 16 de abril atl_anom

Outros artigos do site que podem ver sobre o fenômeno Niña:

https://sandcarioca.wordpress.com/2010/08/25/clima-brasil-efeitos-de-la-nina-no-clima-do-brasil/

https://sandcarioca.wordpress.com/2011/01/12/corrente-de-benguela-um-nino-do-atlantico-que-afeta-o-brasil

https://sandcarioca.wordpress.com/2011/10/24/climas-que-ocorrem-no-brasil

https://sandcarioca.wordpress.com/2011/11/24/os-principais-efeitos-de-episodios-de-la-nina-observados-sobre-o-brasil

https://sandcarioca.wordpress.com/2011/08/08/novo-estudo-comfirma-a-influencia-solar-sobre-os-ciclos-do-el-nino-e-la-nina

https://sandcarioca.wordpress.com/2011/01/25/la-nina-explica-inundacoes-em-varios-paises-do-mundo

https://sandcarioca.wordpress.com/2010/06/21/a-zona-de-convergencia-intertropical-itcz-ou-zcit

https://sandcarioca.wordpress.com/2010/05/25/a-influencia-dos-fenomenos-climaticos-nino-e-nina/

10 Comments

  1. Posted 20 abril 2016 at 11:50 AM | Permalink

    Grande. Obrigado por retornar. Suas informações são preciosas. Não misture ciência com política.

  2. Posted 20 abril 2016 at 12:51 PM | Permalink

    Grande. Obrigado por retornar. Suas informações são preciosas. Não misture ciência com política.
    2

  3. LUCIANO
    Posted 20 abril 2016 at 2:24 PM | Permalink

    Seja bem-vindo!
    Na hora da cereja do bolo, você iria embora?
    Logo agora que você iria colher os frutos que plantou (a menina está sendo gerada “la nina”).
    Desde 2008, senão estou enganado, você iniciou esse blog e eu comecei a procurar essas matérias de alguém que pensa assim como eu, a respeito de clima. Sempre procurei respostas aqui, mais de 8 anos se passaram, de frio e calor. Esses 2 últimos de muito calor.
    Tem tudo pra esses próximos 2 anos serem de muito frio, vc iria embora e perderia essa oportunidade de dizer isso por aqui…
    Baixa solar, la nina se formando nos próximos meses, etc
    Não penda pro lado da política, esquece isso.
    É como se no final do brasileirão, o juiz roubasse um penalty e vc viesse a público mostrar que juiz é tudo ladrão, futebol está falido, etc…
    Forte abraço!

  4. Leandro Leite
    Posted 20 abril 2016 at 2:57 PM | Permalink

    O impeachment da Dilma certamente fez com que o blog voltasse, pois diminuiu o medo de uma turbulência com uma possível implantação de uma ditadura de esquerda, mas o assunto aqui não é este, devido ao fenômeno La Niña que pode ser fortíssimo, eu espero aqui no Mato Grosso justamente o contrário do último ano, que praticamente não esfriou, mas quem sabe este ano ou senão o ano que vem tenhamos o maior frio em 20 anos aqui no MT, como em 1996 que chegou a 7 C em Cuiabá, foi o maior frio que eu lembre de ter feito em Primavera do Leste, eu tinha 8 anos, e a diretora da escola não quis cancelar a apresentação de encerramento de semestre por causa do frio, minha irmã, então com 5 anos, teve que dormir no meu quarto, pois o dela batia vento, dados da tutiempo mostram que o frio também chegou intenso em Barra do Garças, que dificilmente esfria e também em Goiânia, com destaque pra máxima.

    • Posted 22 abril 2016 at 8:11 AM | Permalink

      Qual ditadura de esquerda… os riscos no Brasil são: Boçalnaro e os bolsominions… e também a conjuração de gente estragada Temer-Cunha-Marinho-Civita-Serra-Cardoso-Neves-Skaf-etc…

  5. marcio pinto
    Posted 21 abril 2016 at 6:51 PM | Permalink

    Acho que não vai demorar muito para a NOAA refazer novamente a sua projeção de inicio da la nina. Se for visto o mapa de anomalia de temperatura nesse endereço:
    http://weather.unisys.com/surface/sfc_daily.php?plot=ssa&inv=0&t=cur
    é possivel perceber que já temos anomalia negativa em parte da região 3.4. e pelo mapa de anomalia equatorial que foi apresentado acima. O arrefecimento vem de forma muito mais veloz (e feroz )que os modelos numéricos sugerem.

  6. Guillermo C Ramis
    Posted 22 abril 2016 at 1:28 AM | Permalink

    Estimado Sand Rio
    Bienvenido por regresar al blog. Un gusto de tenerlo nuevamente entre nosotros, aportando esos excelentes articulos cientificos. Muchas gracias.Un abrazo.

  7. Posted 22 abril 2016 at 8:07 AM | Permalink

    Ótima notícia ver que continuas nos enviando informações. Que a reação ao golpe seja tão forte quanto La Niña que se aproxima.

  8. Fabricio Neves Condé
    Posted 25 abril 2016 at 5:40 PM | Permalink

    Obrigado pelo retorno!

  9. Antonio Gomes
    Posted 26 abril 2016 at 12:01 AM | Permalink

    É meus caro Sand as coisas começam a ficar bizarras, nos campo magnético esta ficando mais fraco. E parece que ultimamente esta entrado na terra muita radiação. O calor mais a radiação se faz sentir. Aquecimento global é uma farsa, mas esse verão foi atípico também.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: