O GELO DO ÁRTICO E OS POBRES AQUECEMENTISTAS

A crença de que o gelo estava desaparecendo era para warmistas o último garoto-propaganda para a sua causa.

Christopher Booker
08:02 BST 25 jul 2015

Dois eventos na semana passada trouxerem ainda mais novos golpes  para uma das  farsas mais longa do nosso mundo moderno . Uma delas foi a revelação pela Agência Espacial Europeia que em 2013 e 2014, depois de anos em que o volume de gelo do Ártico tinham estado em declínio, voltou a aumentar em até 33%! O outro evento foi que os cientistas canadenses que estudam os efeitos das alterações climáticas no gelo do Ártico com seus quebra-gelos tiveram de suspender as suas pesquisas, porque o navio foi chamado para o resgate de outros navios presos no gelo mais espesso do que eles tinham visto no verão na baia de  Hudson  nos últimos 20 anos. http://iceagenow.info/2015/07/ice-refusing-to-melt-in-east-hudson-bay/

http://iceagenow.info/2015/07/arctic-global-warming-research-expedition-put-on-hold-too-much-ice/

Por mais de uma década, a convicção de que, graças ao aquecimento global, o gelo do Ártico desaparecerá foi para os warmistas o último garoto-propaganda para a sua causa ( juntamente com a “fuga” dos ursos polares ). Em 2007, com a ajuda de grandes cientistas como Wieslaw Maslowski e Peter Waddams, a BBC e outros jornalecos, nos disse que o Ártico seria totalmente “sem gelo até 2013” (The Independent também havia anunciado em sua primeira página que o gelo desapareceria completamente em poucas semanas).
Em 2011, o editor  Richard Black, da BBC contou que o gelo iria “provavelmente completamente dissolvido nesta década.” Em 2012, seu colega Roger Harrabin informou que o gelo do mar estava derretendo tão rapidamente como ele nunca tinha feito “desde que os registros começaram com os satellites”.

Em 2008, o ativista Lewis Gordon Pugh, depois de falar em uma conferência ao lado de Al Gore, foi com um caiaque para remar  sozinho para o Pólo Norte – e então interrompeu a sua viagem depois de alguns dias, porque “o gelo era muito muito espesso “.
Em 2009, o transporte Caitlin composta por três homens, promovido pela “” companhia de seguros de risco climático, apoiado pela BBC e pelo príncipe de Gales, previu para caminhar até o Pólo Norte. Sua intenção era medir a espessura do gelo com um instrumento eletrônico, mas teve que usar uma fita métrica, porque o instrumento tinha sido congelado. Mais uma vez, depois de algumas semanas, foram levados de volta para o navio e salvamento porque o gelo em continuo movimento era “muito espesso”. Em dezembro 2013 , o mundo tem vindo a acompanhar a situação dos agog, outro “expedição científica “Quando 52 ativistas do clima, acompanhado de jornalistas da BBC eo Guardian, partirem para a Antártica para medir os efeitos do aquecimento global sobre o gelo do mar. No Natal, seu navio foi tão perigosamente preso por uma  multi-ano gelo assim espesso que tinha de ser transportado de helicóptero para um navio chinês a 10 milhas de distância, o que em tempo também ele ficou preso no gelo, de modo que foram transportados de volta em avião em dois outros navios ainda mais distantes.

Booker-ice_3387642b

Antipodes: em 2013, os cientistas haviam previsto que o Ártico seria ‘ice-free’, sua espessura é aumentada em 1/3  Foto: Alamy

O que  está particularmente absurdo é que, apesar de terem sido liderada por um cientista australiano, eles eram assim tomados pela ficção que pareciam completamente inconscientes do registro do satélite mostrando que o gelo marinho na Antártida, de tempos em expansão para estes níveis recordes  que compensou  qualquer redução no gelo do Ártico para o outro lado do mundo.  Mas isso não era o ponto focal deste aquece-mentistas  que o grande calor  projetado com os modelinhos de computadores teria que ser  “global”?

Claro, a razão pela qual todo mundo queria que o gelo nos pólos derretesse, não menos importante que o mesmo gelo na terra na Antártica e na Groenlândia, é que esta lhes traria um cenário final assustador: aquelas do nível do mar subindo de 20 pés, que, como Al Gore mostrou em seu filme vencedor do Oscar, “Uma Verdade Inconveniente”, deveria inundar Nova York, Xangai, Rio e muitas das cidades mais populosas do mundo.

Mas, infelizmente, tudo isso simplesmente não está  acontecendo. Nos últimos anos há mais gelo polar global do que em qualquer momento desde que os registros de satélite começaram em 1979. Enquanto muitos esperavam o Ártico “livre de gelo”, a sua espessura é aumentada em 1/3. O número de ursos polares está aumentando e não diminuindo, enquanto as temperaturas na Groenlândia mostram nenhum aumento durante décadas.

O maior medo  na história humana  simplesmente não se revelou como seus modelos de computador teriam previsto. E ninguém nunca foi para a cadeia com o mais importante e enorme desvio de dinheiro na historia humana para estudar e fortalecer a maior farsa universal como o aquecimento global (Com os dados falsificados pela NOAA/NASA), que a operação Lava-jato, em comparação, é brinquedo de meninos. Mas o medo que eles criarem é o medo só deles. QUEM VIVE COM O MEDO DE MORRER MORRE TODOS OS DIAS, QUEM NÃO TEM MEDO DE MORRER MORRE SÓ UMA VEZ…. 

O Telegraph

11 Comments

  1. Posted 27 julho 2015 at 10:37 AM | Permalink

    Que balde de água fria.

  2. Posted 27 julho 2015 at 1:57 PM | Permalink

    Y lá farsa continua ahora estan divulgando o obscurecimento global por polução ?????Nnao dá para acreditar tamanha mentira falam que os amanheceres e crepúsculos son mais obscuros cada dia é que isso diminui o esquentamento global????

    Abraço e parabéns por todo seu trabalho .

  3. André
    Posted 27 julho 2015 at 3:56 PM | Permalink

    O problema agora é nos últimos dias as medições por satélite para cobertura de gelo marítima terem detectado diminuição da anomalia positiva de 1,3 milhões de km² para apenas 0,2 milhões de km² na Antártida e aumentado a anomalia negativa de 1,2 milhões para 1,5 milhões de km² no Ártico. Isto de uma hora para outra, depois de ficaram dias sem mostrar atualizações no site. Na verdade estes números não estão cheirando bem…

  4. Carlos
    Posted 28 julho 2015 at 11:33 AM | Permalink

    Olá.
    Ótimo artigo.
    Por favor, alguém tem notícias de como estão as temperaturas e o avanço do gelo na Antártica?
    Lembro que aqui foi noticiados os recordes de extensão do gelo.

  5. Antonio Gomes
    Posted 28 julho 2015 at 7:25 PM | Permalink

    Bem mesmo no verão se aumentar um pouquinho só a massa de gelo , ou mesmo com o El Nino o gelo não diminuiu . Não se pode dizer que o mundo esta a aquecer.

    • Antonio Gomes
      Posted 30 julho 2015 at 1:03 AM | Permalink

      Disso não tinha conhecimento, estranho para época.

  6. Posted 29 julho 2015 at 12:42 AM | Permalink

    O gelo na Groenlândia que havia derretido de forma súbita, voltou a se ser formar tão rapidamente como derreteu pelo gráfico, parece que o verão foi intenso e bem curto na Groenlândia esse ano:

    http://beta.dmi.dk/en/groenland/maalinger/greenland-ice-sheet-surface-mass-budget/

  7. Antonio Gomes
    Posted 30 julho 2015 at 1:04 AM | Permalink

    Este El Nino esta fazendo uma bagunça no inverno do Hemisfério Sul.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: