Um comentário de uma leitora que merece a publicação

A amiga Leonor Fernandes  enviou um comentário a um meu artigo de algum tempo atras. Adorei o seu comentário e estou feliz de publicar-lo para os meus 4 (+/-) aficionados leitores desse pobre blog. 

Obrigado Leonor e sempre esse blog é pronto para publicar artigos dos leitores relacionados com o tema Sol e mudanças climáticas…

Que a raça humana suja, faz porcaria, destrói, é verdade, mas não chega para explicar as alterações climáticas que nos inquietam, e até parece que nos enlouquecem, afinal matamos cada vez mais com maior selvajaria, quando se devia esperar de nós mais humanidade. Sou escritora, não sou cientista, mas quanto a isto de aquecimento global sempre tive a ideia que o clima arrefecia, não aquecia. O meu filho dizia: tu és friorenta, alentejana, andaste na Venezuela. Agora, o meu filho já diz: continuas a ser friorenta e alentejana, mas está frio. Depois falam os números. Não estudei matemática, mas dá para ver que a temperatura tem descido. A comunicação social faz o seu papel, que tem sucesso editorial, logo tem lucro. O verão passado foi, segundo a imprensa, um dos mais quentes de sempre. No Alentejo e no Algarve, a opinião foi a seguinte: temos um verão frio. E tivemos, foram apenas 2 ou 3 dias de calor, nada que se comparasse ao que os meus 50 anos de vida já permitiram que visse.

Assim, sem ser cientista, mas olhando para trás, para a História, com H, que eu não me adapto ao acordo ortográfico, prefiro ficar neandertal quanto a escrita: a Terra que nos sustenta e nos atura é uma máquina, mas ligada a outras máquinas (Sol, Lua, outros planetas, talvez radiações cósmicas), máquina que não pára quieta (roda, gira sobre si, inclina-se…), obedecendo a ciclos, como sempre obedeceu, repetindo-os, talvez quando o Sol os despertar, acordando vulcões que fazem parte da maquinaria terrestre. Somos um Homo Sapiens aqui depositado, à mercê de ciclos, que os Neandertais, à partida, acabámos com eles. É nossa obrigação preservar o ambiente que nos rodeia, mais nao seja para nos alimentar, alegrar a alma, e daí, reduzir poluição só nos faz bem, e fica bem ao ilustre vencedor do Neandertal. O que incomoda é a hipocrisia de quem manda. No caso português lançando impostos sobre sacos de plástico, sem qualquer estima pelo ambiente, mas com grande estima pelos cofres onde recolhe os impostos. Hipocrisia que se estende ao resto do mundo. Manda quem tem dinheiro, encobre-se a verdade ao pelintra. Mas pior que isso é o pelintra adorar verdades encobertas, e sendo assim, o clima “aquece”, talvez Portugal saia da crise com os impostos sobre sacos de plástico, o que muito sinceramente duvidamos. No século XIII houve uma pequena Idade do Gelo, determinou a mortandade do século XIV europeu, e determinou a mortandade que os europeus levaram para África e América Latina. No século XVII, sem sacos de plástico, o clima mundial aqueceu, nos séculos XVIII e XIX arrefeceu, foram anos sem verão, foram milhares de pessoas que morreram de fome.

Continuam a morrer milhares de pessoas com fome no mundo inteiro, e nem é por falta de colheitas, pelo menos os entendidos dizem que há alimentos suficientes para alimentar o dobro da população que hoje existe no mundo. Mas é a política do “saco de plástico”, ou do “saco das libras”. Continuamos aqui, selvagens, mas polidos, chacinando incentes como sapiens a esquartejar neandertais. A raça humana sobrevive a aquecimentos e arrefecimentos globais, mas sobreviverá à luta medonha que a cada dia que passa nos separa da condição humana de “Ser”?

leonor fernandes

4 Comments

  1. Posted 29 abril 2015 at 7:06 PM | Permalink

    ótimo texto e muito interessante de ler, pena que dificilmente um jornal hoje em dia publicaria essa critica…
    O bom de tudo é que cada vez mais a imprensa se esforça mais para esconder o óbvio: O aquecimento global parou. O mundo atual parece um mosaico com temperaturas acima e abaixo da media. Mas a imprensa e os aquecionistas só focam nos lugares que estão acima da media, e ainda falam coisas como o aquecimento aumenta a queda de neve, etc.. e os papagaios repetem repetem e repetem.

  2. Antonio Gomes
    Posted 30 abril 2015 at 1:07 AM | Permalink

    Se fosse só a mudança de clima, já seria ruim. Mas parece que a terra está em plena mudança, inclusive nas suas placas tectónicas, além disso o vulcanismo esta aumentando, hoje já temos 29 vulcões despejando fumaça e lava, e mais trinta em atividade e dando sinais que vão acordar em breve. Inclusive o Yellowstone já têm tremido bastante e muitas fumarolas em atividade. E para piorar um ilha em Hokkaido eleva-se trezentos metros da noite para o dia???? O que se sucede nas placas tectónicas???

  3. Antonio Gomes
    Posted 30 abril 2015 at 1:09 AM | Permalink

    Me esqueci do aumento do terremotos pelo mundo. hoje ocorreu mais um forte terremoto nas ilhas Fiji de 6,1°, mal terminou a série no Nepal.

  4. Posted 30 abril 2015 at 9:28 PM | Permalink

    4 leitores, é? rs Tá bom… Eu estou sempre de olho, aqui.😉 Um abração, Sand!


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: