Quem tirará vantagens do aquecimento global ou agora mudanças climaticas?

aquecimento global, freon, buracos na camada de ozônio

No passado, o mundo combateu contra a ameaça de buracos na camada de ozônio, que literalmente pairava por cima da Terra. Buracos na camada de ozônio teriam ameaçado a Antártida por causa das geladeiras no mundo, alimentadas com freon. A terrível ameaça, como nos filmes sobre super-heróis americanos, foi vencida, naturalmente, por um gigante americano – a companhia química DuPont que inventou o “bom” freon-141, defendendo o planeta da extinção inevitável. Entretanto, nada se oferece de graça – o novo gás passou a custar em quatro vezes mais que o antigo. Mas os buracos na camada de ozônio desapareceram como por encanto e rapidamente esquecidos.

Agora a Terra enfrenta um novo cataclismo: o derretimento dos glaciares por causa do aquecimento global e do efeito de gases de estufa. Este é também um inimigo da humanidade estranho: como que existe e, ao mesmo tempo, como que não. Em 2009, pesquisadores britânicos do fenômeno amplamente propagado reconheceram ter falseado fortemente os fatos para garantir financiamento.

Os cientistas russos na Antártida concluíram que não há qualquer aquecimento global e que existem apenas mudanças climatéricas ocorridas ciclicamente durante a história do planeta. Este fenômeno não representa nada de terrível, porque mesmo se todos os glaciares se transformarem em água, o nível do oceano mundial subirá apenas num milímetro – tais tarefas são simplesmente resolvidas em aulas de física ainda na escola secundária.

“Pergunte-se para que é necessário assustar todo o mundo com histórias de horror sobre o aquecimento global e o posterior dilúvio mundial? Ao que tudo indica, tudo isso se faz para que climatologistas ocidentais tenham dinheiro para investigações, para que companhias gastem meios purificando gasolina segundo novos padrões ecológicos e, finalmente, para deter concorrentes na indústria.

Não é à toa que foi assinado em 1997 o Protocolo de Kyoto e não é à toa que por causa dele muitos países não podem permitir-se de intensificar a produção devido a tecnologias antiquadas e não têm dinheiro para modernizá-las. Em outras palavras, eles não são capazes de concorrer com os líderes atuais – os Estados Unidos e a Europa.

Só resta esperar um novo salvador do mal global ilusório. Pergunte-se apenas em cores de que bandeira será pintada a capa do super-herói? Talvez, terá cores vermelha, azul e branca com estrelas…?

 

4 Comments

  1. Posted 26 setembro 2014 at 12:10 PM | Permalink

    Sandy.
    .
    Só uma pequena retificação, há menos de um mês alardearam que o “Buraco da Camada de Ozônio” tinha diminuído, fui até o site da NASA que mostra imagens deste “Buraco” e tive que colocar uma lupa para perceber a grande diminuição!
    .
    Seria melhor olhar os dados numéricos ao longo dos anos, pois não percebi quanto isto diminuiu!
    .

  2. Posted 26 setembro 2014 at 12:49 PM | Permalink

    Bandeiras da Alemanha e França, pois os USA não assinaram o protocolo de Kyoto.

  3. Antonio Gomes
    Posted 27 setembro 2014 at 12:53 PM | Permalink

    Essa última reunião de conferência sobre o aquecimento Global não resultou em nada.

  4. Marcio Silva
    Posted 28 setembro 2014 at 12:27 AM | Permalink

    ONU , grandes empresas metacapitalistas e famílias dinásticas européias são as grandes beneficiárias do ambientalismo e da legislação ambiental, pois ganharam um poder de “governança global” com a mentira aquecimentista.
    O país EUA e Nações Européias perderam , pois também estão sob o jugo dessa gente psicótica que quer mandar em todos os aspectos de nossa vida que é contra o capitalismo (para evitar concorrência).
    Também ganhou a China com sua mão-de-obra escrava que jamais assinara acordo de emissões , recebeu as grandes empresas ocidentais que estavam pressionadas pela legislação ambientais e trabalhistas dos partidos socialistas anti-capitalistas do ocidente e que passaram a produzir e enriquecer o governo Chinês.
    Também o governo Russia grande exportador de petróleo e grande financiador do Greenpeace que fomentou toda a pressão ambientalista para evitar a exploração de petróleo e gás do Alaska , bem como faz pressão ambiental para evitar a exploração o óleo de xisto dos EUA.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: