AS ANOMALIAS DO CICLO SOLAR 24

Nas páginas desse blog   falei sobre as anomalias do ciclo solar 24  quando só poucos  estavam interessados e  ainda menos pessoas derem  peso à possível influência no clima terrestre causado pela diminuição da atividade solar. Agora o inicio do resfriamento terrestre é uma realidade e só agora muitos acreditam como sempre falei que é o SOL QUE MANDA NO CLIMA DA TERRA.

Deixando de lado por um momento os efeitos sobre o clima da Terra, hoje gostaria de fazer um balanço da situação do ciclo solar 24.

Teoricamente, de acordo com as previsões da NOAA / NASA devemos estar em atividade máxima do ciclo da nossa estrela de onze anos. Mas as coisas não foram e não estão indo como haviam planejado nos Estados Unidos.

O ciclo 24 sempre demonstrou uma atividade menor que o esperado, forçando os centros americanos de previsão de atividade solar para redimensionar várias vezes as previsões sobre o número de manchas na superfície do sol. Este ciclo é também caracterizado por um atraso significativo na recuperação do hemisfério sul sobre o hemisfério norte, que o atraso foi além do clássico 3/5, meses a cerca de 12 meses. Agora, o hemisfério norte, já é 6/8 meses em uma fase tranquila e as manchas solares surgem  cada vez mais raramente. Quem está mantendo a contagem positiva das manchas solares  é agora o hemisfério sul, mas esta parte do sol agora parece se alinhar com o comportamento da outra metade da nossa estrela. Estamos indo para a fase descendente do ciclo indo para o a sua fase natural de minimo entre os ciclos 24 e o próximo ciclo 25.

foto

10,7 cm Radioflux

Ap

Outro elemento a ser considerado é a localização das manchas solares. Durante os estágios iniciais de um ciclo de 11 anos as manchas surgem a alta latitude perto dos 38 e 45 graus norte e sul, mas nesse ciclo eles aparecerem já no inicio a latitudes mais baixas do normal, a longa fase de minimo entre os ciclos 23 e 24 impediu o aparecimento desses pontos a altas latitudes, e agora as manchas  estão posicionadas e aparecem  mais em  áreas perto do equador, como o ciclo solar avança e nos aproxima de um fim. Assim, parece que o ciclo solar 24 já está em uma recessão, e que nos próximos  9/15 meses podemos estar testemunhando uma nova e profunda mínima fase de atividade solar, caracterizada pela ausência persistente e completa de manchas solares. Já hoje, na verdade, as manchas solares no disco da nossa estrela são com configurações magnéticas raras, pequenas e extremamente simples na configuração magnética.

Sunspot Latitude

Nestas condições os parâmetros de emissão de radiação ultravioleta e da velocidade e da intensidade do vento solar são muito semelhantes aos observados nos períodos de mínimo na segunda metade de 900. Quando o sol vai ser completamente livre de manchas podemos observar os valores das variáveis ​​listadas acima já visto nos tempos modernos, e verificar se o aumento resultante da radiação cósmica em nosso planeta vai levar a uma notável mudança no clima. Por favor, note que com baixa atividade solar os raios cósmicos que atingem a Terra aumentam e eles podem levar a uma mudança no clima para o aumento da cobertura de nuvens. Esta teoria é o tema de um experimento chamado CLOUD no CERN, em Genebra, que infelizmente ainda não tem os resultados finais.

Os próximos meses serão muitos interessantes para ter uma ideia concreta de quanto profundo será o ciclo 25 e o ciclo 26. Outros 25 anos de minimo solar e a temperatura terrestre vai cair para uma PEG (pequena idade de gelo) e sempre falei que espero uma caída de +/= 1,7º C e isso será ruim, muito ruim para o cultivo de grãos, arroz e milho. O calor que os oceanos absorveram no passado irá a cair, e lembro que a massa de água dos oceanos tem um tempo de mais ou menos 12 anos para aquecer e resfriar. Assim o minimo solar que iniciou em 2006 terá o efeito  de inicio de resfriamento dos oceanos em 2018, e no momento atual temos ainda oceanos quentes e a terra que está resfriando e isso causa todas as tempestades mais violentas, não no numero ma na força, porque o diferencial das temperaturas entre oceanos e terra agora é muito grande. E tudo isso é causado pela fase prolongada de minimo solar e não pelo aumento do CO2 na atmosfera.

Raios Cósmicos


SAND-RIO

Anúncios

3 Comments

  1. Antônio Gomes
    Posted 9 dezembro 2013 at 8:50 PM | Permalink

    O Frio vai testar como a natureza os mais fortes, é a seleção natural da vida. Sofrimento faz parte!

  2. Pedro Lucas
    Posted 20 junho 2014 at 7:00 PM | Permalink

    Gente oque esta acontecendo eu estou com medo a humanidade corre perigo ??alguem me respondam estou desesperado

    • Posted 21 junho 2014 at 6:48 PM | Permalink

      O unico perigo no momento para a humanidade não é o nosso SOL mas as idiotices que se encontram na internet. Falando em idiotice olha o que está dizendo a NASA só para ganhar mais grana e financiamentos. http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_06_21/NASA-previne-sobre-buracos-em-campo-magn-tico-0089/

      Cientistas da NASA declaram que o nosso planeta pode transformar-se num Marte sem vida nos próximos tempos. A causa consiste em que, no campo magnético, começaram a aparecer buracos, através dos quais passa radiação solar mortal, que representa perigo para tudo o que é vivo.

      Na NASA declaram que, depois de 2008, na magnitosfera do nosso planeta começaram a aparecer buracos que não desaparecem durante muito tempo. Através desses buracos no nosso planeta penetram livremente enormes quantidades de radiação solar e isso pode constituir um sério problema para a vida biológica. Se os buracos continuarem a se formar, consideram na NASA, o nosso planeta poderá transformar-se num deserto dentro em breve, dentro de ano e meio.
      Na organização espacial americana apontam para um cenário marciano. Segundo eles, antes, a atmosfera do Planeta Vermelho era mais compacta do que hoje. Mas, depois, os campos magnéticos do planeta simplesmente desapareceram e o vento solar rapidamente soprou de Marte parte da cobertura gasífera. A pressão atmosférica no planeta tornou-se muito baixa e os oceanos, que antes cobriam parte significativa de Marte simplesmente evaporaram.
      Leia mais: http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_06_21/NASA-previne-sobre-buracos-em-campo-magn-tico-0089/


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: