O clima na historia: 4500-0 BC

Este é o primeiro artigo que mostra o clima na historia do 4500 AC até o 2010 DC. São artigos longos e alguns muitos longos, mas a historia da humanidade é longa….

Estes artigos podem ser usados como base para pesquisas a nível universitário visando a historia de um lado pouco conhecido: A influencia do clima nos acontecimentos históricos e as mudanças climáticas e seus efeitos, que sempre existirem,   como  causa de muitas guerras.

Boa leitura e desculpem os muitos erros de idioma.

SAND-RIO

Exemplos de tabuas Enuma Anu Enlil  (ver texto abaixo).

No Iraque atual, de cerca de 4500 aC , havia assentamentos nas bordas dos pântanos onde os rios Tigre e Eufrates atingem o Golfo Pérsico. A região entre os dois rios se tornou conhecida como a Mesopotâmia, e representa a área da primeira civilização do mundo maior. Grande parte do resumo abaixo é adotada a partir de fontes diferentes emWikepedia e de Rasmussen 2010 , a partir de onde a informação adicional disponível.

Na Suméria região, perto das bocas do Tigre e do Eufrates, as primeiras cidades mesopotâmicas se desenvolveram. Cada uma cresceu em torno de um templo local, que funcionou como o centro da atividade econômica da região. Ao contrário da civilização do outro rio  desta região, a do Egito (onde uma sociedade estável foi estabelecida ao longo de centenas de quilômetros do Nilo), a Mesopotâmia foi caracterizada pela guerra constante e uma sucessão de impérios inconstantes. Ao contrário, no Egito, na Mesopotâmia cidades, portanto, foram abrigados por grossas paredes de proteção.

Por meio do quarto milênio aC os sumérios estavam firmemente estabelecidos na Mesopotâmia, embora ainda seja disputado quando eles chegaram. Até o terceiro milênio aC, no entanto, esses centros urbanos se desenvolveram em sociedades cada vez mais complexas. Irrigação e outros meios de exploração de fontes de alimentos estavam sendo usados ​​para acumular grandes excedentes. Projetos de construção  enormes estavam sendo realizadas pelos governantes, e organização política foi se tornando cada vez mais sofisticada. Ao longo do milênio, a várias cidades-estados Kish, Uruk, Ur e Lagash disputavam poder e ganharem  hegemonia em vários momentos.

Entre 3500 e 3000 aC, por razões ainda não bem compreendidas, a civilização da Mesopotâmia do Sul sofreu um súbito crescimento e de mudança, centrado nas cidades de Ur e Uruk. Este desenvolvimento foi, talvez impulsionado pela mudança climática que tornou as velhas formas de agricultura menos produtivas. As pessoas agrupadas em menos, mas maior, de locais e do arado, a roda de oleiro, e da introdução de bronze pode ser visto como respostas às exigências de uma vida mais intensa econômica, e também como causas de maior complexidade da a vida. Neste mesmo período, chegaram os primórdios da escrita, sistemas metrológicos e aritmética.

Os sacerdotes do templo sumério, que necessitam de uma contabilidade precisa e passar em todas as suas descobertas, são presumivelmente os primeiros a desenvolver um sistema de escrita. A opinião geral na época era que os diferentes objetos celestes influenciavam  sobre o meio ambiente na Terra. O estudo desta era conhecido como “astrologia”, e as pessoas especializadas neste eram conhecidos como ‘astrólogos’.Presumivelmente, o desejo de passar esse conhecimento de uma forma eficiente para as gerações futuras foi a força motriz por trás do desenvolvimento inicial da escrita.

Extraordinariamente famosos entre esses primeiros relatos escritos são Enuma Anu Enlil(tradução: Nos dias dos deuses Anu e Enlil). Enuma Anu Enlil é uma série de cerca de 70 tabuas que lidavam  com a astrologia babilônica . Estas contas foram encontradas no início do século 19 por escavação em Ninive  perto da presente Bagdad. A maior parte do trabalho é uma importante coleção de presságios , estimada em entre 6500 e 7000, que interpretam uma grande variedade de fenômenos celestes e atmosféricos em termos relevantes para o rei e estaduais. As tabuas, presumivelmente, datam de cerca de 650 aC, mas vários dos sinais podem ser tão antiga quanto 1646 aC. Muitos dos relatos encontrados nas tábuas representam ” astrometeorological previsões ( Rasmussen 2010 ).

A maioria desses relatos simplesmente listam os presságios relevantes que melhor descrevem os recentes eventos celestiais e muitos breves comentários explicativos sobre a interpretação dos sinais para o benefício do rei, entre outras coisas, abordando os fenômenos meteorológicos.

Um relatório típico lida com o primeiro aparecimento da lua no primeiro dia do mês e é exemplificado abaixo:

  • Se a Lua torna-se visível no primeiro dia: o discurso de confiança, a terra vai ser feliz.
  • Se o dia atinge o seu comprimento normal: um reinado de longos dias.
  • Se a lua em sua aparência usa uma coroa: o rei vai chegar ao posto mais alto.

O objecto das tabuas Enuma Anu Enlil desdobrar-se em um padrão que revela o comportamento da lua em primeiro lugar, em seguida, fenómenos solares, seguido por outras atividades do tempo e, finalmente, o comportamento de várias estrelas e planetas.

Os primeiros 13 tabuas  lidam com as primeiras aparições da Lua em vários dias do mês, a sua relação com planetas e estrelas, e fenômenos como halos lunares e coroas. Os presságios desta seção, como os citados acima, são os mais utilizados em toda a série de relatórios. Esta seção é emoldurada por 14 comprimidos, que detalham um esquema de matemática básica para prever a visibilidade da lua.

As tabuas 15-22 são dedicados a eclipses lunares. Ele usa muitas formas de codificação, tais como a data, vigílias da noite e quadrantes da lua, para prever quais regiões e cidades do eclipse foi acreditado para afetar.

As tabuas 23-29 lidam com as aparições do sol, sua cor, marcas e sua relação com as nuvens e de tempestade quando ele sobe. Os eclipses solares são exploradas nas tabuas de 30  a 39.

As tabuas 40-49 lidam fenômenos meteorológicos preocupantes como os terremotos, a atenção especial que está sendo dedicado à ocorrência de trovoadas.

As últimas 20 tabuas são dedicadas às estrelas e planetas. Estes tabuas em particular, usam uma forma de codificação em que os nomes dos planetas são substituídos pelos nomes de estrelas fixas e constelações.

Com base nos presságios em Enuma Anu Enlil os sacerdotes fizeram previsões para os reis.Um exemplo disso pode ser citado ( Rasmussen 2010 ): “N o mês Ajjaru, dia 2, Vênus desapareceu a oeste. Ele permaneceu escondido no céu em 18 dias, e no mês Ajjaru, dia 20, Vênus reapareceu para o leste. Haverá chuva e inundações em benefício para o país. “

Muitas vezes, especialmente a Lua tinha grande importância para estas previsões iniciais meteorológicas ou ambientais, como exemplificado aqui ( Rasmussen 2010 ): “Quando um halo escuro circunda a Lua, que irá reunir nuvens e o mês vai trazer chuva. Quando os “chifres” da Lua se confundem, as inundações se seguirão “.

 

1400-500 BC: mitologia grega, filosofia antiga e do vento

Homer (à esquerda), autor da Ilíada e da Odisséia , e Éolo (direita), governante dos ventos.

Na tradição clássica ocidental Homer é o autor da Ilíada e da Odisséia , e é homenageado como o maior poeta épico grego antigo. Para os estudiosos modernos “, a data de Homero” refere-se não a um indivíduo, mas para o período em que os épicos foram criados. O consenso é que “a Ilíada e a Odisséia a data da volta do século 8 aC , a Ilíada sendo composto antes do Odisseia, talvez por algumas décadas. Grande parte do resumo abaixo é adotada a partir de fontes diferentes em Wikepedia e de Rasmussen 2010 , a partir de onde a informação adicional disponível.

Quando Homer viveu é mais controverso.  Heródoto estima que Homero viveu 400 anos antes do tempo próprio de Heródoto, o que o colocaria em torno de 850 aC, enquanto que outras fontes antigas dizem que ele viveu muito mais perto da hora da suposta Guerra de Tróia , no  início do século 12 BC. Em várias partes do trabalho   de Homero podemos encontrar varios eventos meteorológicos e interpretações podem ser encontradas ( Rasmussen 2010 ).

A Guerra de Tróia foi seguida por um período de cerca de 300-400 anos, com poucos vestígios arqueológicos, até que as cidades-estado gregas surgiram. Na historiografia moderna “polis” é normalmente utilizada para indicar estes antigas cidades-estados gregas , que foi caracterizada por auto-governo, autonomia e independência. Foi neste contexto cultural que a filosofia antiga se desenvolveu, depois de evoluir para a ciência natural moderna como a conhecemos hoje.

A Filosofia é o estudo de problemas gerais e fundamentais, tais como os relacionados com a existência, conhecimento, valores, razão, mente e linguagem. Distingue-se de outras formas de abordar esses problemas por sua abordagem crítica, em geral, sistemática e sua dependência de argumento racional . A palavra “filosofia” vem do grego φιλοσοφία (philosophia), que literalmente significa “amor à sabedoria”. Viajando sofistas ou “homens sábios” foram importantes na Grécia Clássica, muitas vezes ganhando dinheiro como professores, enquanto os filósofos são “amantes da sabedoria” e não profissionais.

Os principais temas da filosofia antiga foram: compreender as causas e princípios fundamentais do universo, explicando-o em uma maneira econômica, o problema epistemológico de conciliar a diversidade e mudança do universo natural, com a possibilidade de obter conhecimento fixo e certo sobre isso ; perguntas sobre coisas que não podem ser percebidas pelos sentidos, tais como números, elementos universais e deuses.

Neste período inicial das características cruciais do método filosófico foram estabelecidos: uma abordagem crítica opiniões recebidas ou estabelecida, eo apelo à razão e argumentação. Isso deve depois evoluir para a ciência natural moderna como a conhecemos hoje.

As cidades-estado gregas dependiam do comércio com transporte associado através do mar.Por esta  razão prática que o vento foi considerado como um dos fenômenos meteorológicos mais importantes na vida diária ( Rasmussen 2010 ).

Torre dos Ventos abaixo Acrópole, em Atenas.

De acordo com a mitologia grega Éolo era o governante dos ventos. Na verdade, este nome foi compartilhado por três personagens míticos. Resumidamente, os Aeolus primeiro era filho de Hellen e epónimo fundador da raça Eólias, o segundo foi um filho dePoseidon , que liderou uma colônia de ilhas no Mar Tirreno, e os Aeolus terceiro era um filho de Hippotes que é mencionado no Odisséia de Homero como Guardiã dos Ventos.Odisseu (Ulisses) é famoso por sua desenvoltura dele e os dez anos significativos que ele levou para voltar para casa após a Guerra de Tróia, 10 anos, e seu famoso truque do cavalo de Tróia. De acordo com Homer, Hippotes dá a Ulisses um saco bem fechado cheio de ventos capturados para que ele pudesse navegar facilmente a casa de Ithaca com o vento suave de Oeste. Infelizmente, enquanto Ulisses dormia, sua tripulação abriu a bolsa para inspecionar o seu conteúdo, libertando assim todos os ventos capturados, e o navio foi soprado longe de Ithaca por um furacão.

Em grego antigo dos oito principais direções de vento foram nomeadas e identificadas por diferentes divindades (ver abaixo). Estes são todos mostrados na Torre dos Ventos , que é uma torre de mármore octogonal, no angorá romano em Atenas. A estrutura apresenta uma combinação de relógios de sol , um relógio de água e um cata-vento . Ela foi supostamente construída por Andrônico de Cyrrhus cerca de 50 aC, mas segundo outras fontes pode ter sido construído no século 2 aC, antes do resto do fórum.

A estrutura de 12 metros de altura, tem um diâmetro de cerca de 8 metros e foi coberto por um cata-vento-como Triton que indicava a direção do vento. Abaixo do friso que representa as oito divindades do vento – Boreas (N), Kaikias (NE), Eurus (E), Apeliotes (SE),Notus (S), Livas (SW), Zephyrus (W), e Skiron (NW) – há oito relógios de sol. Em seu interior, havia um relógio de água, impulsionado por água descendo da Acrópole acima.Pesquisas recentes têm mostrado que a altura considerável da torre foi motivada pela intenção de colocar os relógios de sol e o vento de palhetas, a uma altura visível, tornando a torre de forma eficaz um exemplo precoce de uma torre do relógio.

  

750-650 BC: Obras de Hesíodo e Dias

 

Busto de bronze antigo (agora conjecturou ser imaginativo) do antigo poeta grego Hesíodo(esquerda). Uma imagem de uma impressão AD 1539 de Trabalhos e os Dias (direita).

O poeta grego Hesíodo presumivelmente viveu em algum lugar entre 750 e 650 aC .Hesíodo e Homero são geralmente considerados os mais antigos poetas gregos, cujo trabalho tem sobrevivido até hoje, e por isso são muitas vezes emparelhados. No século IV aC Alcidamas Mouseion “foram mesmo reunidas num agon imaginário poético, o Concurso de Homero e Hesíodo . No entanto, os estudiosos discordam sobre quem viveu primeiro, e hoje é geralmente aceito que Homero foi o primeiro desses dois poetas. Grande parte do resumo abaixo é adotada a partir de fontes diferentes em Wikepedia e de Rasmussen 2010, a partir de onde a informação adicional disponível.

Escritos de Hesíodo representam uma importante fonte na mitologia grega, técnicas de cultivo, o pensamento econômico, astronomia grega arcaica e antigo guarda-tempo.Obras de Hesíodo são vistos do ponto de vista do pequeno agricultor independente, enquanto visão de Homero é da nobreza. Mesmo com essas diferenças, eles compartilham algumas crenças sobre ética no trabalho, justiça e consideração de itens materiais. Hesíodo era a favor do Estado de direito e da administração da justiça para proporcionar estabilidade e ordem dentro da sociedade. Ele falou contra métodos corruptos de aquisição de riqueza e denunciou os roubos. (Nada de novo a corrupção moderna….)

Grandes obras de Hesíodo  e os Dias, um poema de cerca de 800 versos, giram em torno de duas verdades gerais: 1) o trabalho é a muito universal do homem, mas 2) aquele que está disposto a trabalhar vai chegar perto. Os estudiosos têm interpretado este trabalho num contexto contemporâneo de crise agrária na Grécia continental, durante o período relativamente frio entre o Minoan e os períodos romano quentes . Esta crise, no entanto, inspirou uma onda de colonizações documentadas em busca de novas terras.Trabalhos e os Dias é uma das primeiras reflexões sobre o pensamento econômico conhecidos, e em seu centro, é almanaque de um fazendeiro em que Hesíodo instrui Perses seu irmão nas artes agrícolas.

Em trabalhos e os dias Hesíodo chama a atenção para o movimento dos corpos celestes como o Sol e as estrelas, afirmando que o conhecimento sobre o que pode ser útil para a previsão do tempo. Entre outros fenômenos, Obras e Dias contém a primeira menção registrada da estrela Sirius , a estrela mais brilhante vista da Terra (a palavra grega para Sirius, é Σείριος, que significa “brilhante” ou “muito quente”). Hesíodo usa um estilo de questão de fato, sem indicar qualquer causa-e-efeito, e sem associar os objetos celestes com qualquer tipo de divindade.

Trabalhos e os Dias fornece conselhos  para agricultores e marinheiros, e exemplos são apresentados abaixo ( tradução por Hugh G. Evelyn-White 1914 )

Conselho de Meteorologia para os agricultores

(II. 383-404, extrato) Quando as Plêiades, filhas de Atlas, estão subindo, começa tua colheita, e tua lavoura quando eles estão indo para definir. Quarenta noites e os dias eles estão escondidos e aparecem novamente como o ano move rodada, quando primeiro você aguçar a sua foice. Esta é a lei das planícies, e das pessoas que vivem perto do mar, e que habitam país ricos, os vales e Dingles longe do mar jogando, – trabalha  para semear e tira para arar e tira a colher, se desejar para entrar em todos os frutos de Deméter em devido tempo, e que cada espécie pode crescer em sua temporada …..

(II. 414-447, extrato) Quando o poder penetrante e calor abafado do sol diminui, e o todo-poderoso Zeus envia as chuvas de outono, e a carne dos homens passa a sentir muito mais fácil, – para, em seguida, a estrela Sirius passa sobre as cabeças dos homens, que são nascidos de miséria, só um pouco de tempo por dia e tem maior participação de noite, – então, quando ela chuveiros suas folhas para o chão e pára brotação, a madeira que você cortar com o seu machado menos propenso a verme. Então lembre-se de cortar a sua madeira: é a temporada para que o trabalho …..

Conselho de Meteorologia para os marinheiros

(II. 618-640, extrato) Mas se o desejo de desconfortável de bordo apreendê-lo, quando o mergulho Plêiades no mar enevoado para escapar força grosseiro de Orion, então, verdadeiramente, tempestades de toda a raiva tipos. Em seguida, manter os navios não mais no mar cintilante, mas você caírem para lavrar a terra como eu vos. Transportar até o seu navio em cima da terra e embalá-lo de perto com pedras todo para manter fora do poder dos ventos que sopram, e tirar o tampa-esgoto para que a chuva do céu não podem apodrecer-lo. Arrumar todos os apetrechos e acessórios em sua casa, e guardar as asas do navio de alto-mar ordenadamente, e desliga o leme bem formada sobre o fumo.Você mesmo espera até a temporada de vela está a chegar, e depois puxa seu navio veloz para o mar e arruma uma carga conveniente, de modo que você pode trazer lucro para casa ….

(II. 663-677, extrato) Cinquenta dias após o solstício), quando a temporada de calor  cansativo chega a um fim, é o momento certo para eu ir velejar. Então você não vai destruir o seu navio, nem o mar destruir os marinheiros, a menos que Poseidon vai em cima dele, ou Zeus, o rei dos deuses imortais, o desejo de matá-los, pois as questões do bem e do mal igualmente estão com eles. Naquele tempo, os ventos são constantes, e o mar é inofensivo.  Então confie nos ventos sem cuidado, e lanço o seu navio veloz para o mar e colocar toda a carga nenhuma placa, mas fazem toda a pressa que você pode voltar para casa novamente e não esperar até a hora do vinho novo e chuva de outono e que se aproxima com os ventos fortes tempestades ferozes de Notus que acompanha a chuva de outono pesado de Zeus e agita o mar e faz o perigoso profunda.

 

620-540 BC: natureza Jónico filósofos Tales e Anaximandro

 

Thales de Mileto (esquerda). Mapa de Anaximandro o universo (centro). Detalhe da pintura de Rafael A Escola de Atenas (direita). Presumivelmente, este é uma representação de Anaximandro inclinado para Pitágoras à sua esquerda.

Ionia é uma região antiga do centro costeiro da Anatólia, na parte ocidental da atual Turquia. Nunca um estado unificado, que foi nomeado após a tribo Jónico que no Período Arcaico (800-480 aC ) ocuparam principalmente as margens e ilhas do Mar Egeu. Ionia era composto por uma estreita faixa costeira de perto da foz do rio Hermus no norte da foz do rio Meander, no sul, e incluía as ilhas de Chiros e de Samos. Grande parte do resumo abaixo é adotado a partir de fontes diferentes em Wikepedia .

Ionia foi resolvida pelos gregos provavelmente durante o século 11 aC. Ionia sempre foi uma potência marítima fundada por um povo que ganhava a vida pelo comércio em tempos de paz e saqueando em tempos incertos. A costa rochosa e era a terra arável limitada. As cidades costeiras foram colocadas em posições defensivas em ilhas ou promontórios. As populações das cidades eram multi-cultural e recebeu estímulos culturais de muitas civilizações do Mediterrâneo Oriental, o que resultou em uma sociedade brilhante capaz de fazer contribuições de todo o mundo e significado milenar.

O  filósofo Conto (c.620-c.540 aC) nasceu na cidade de Mileto ( Milet na Turquia moderna), uma das cidades maiores Jónico. Muitos, principalmente Aristóteles , considerá-lo como o primeiro filósofo da tradição grega . De acordo com Bertrand Russell , “a filosofia ocidental começa com Thales.”

Por tradição, os gregos frequentemente invocam explicações de fenômenos naturais por referência à vontade de deuses e heróis. Thales, no entanto, com o objetivo de explicar os fenômenos naturais de uma explicação racional que se refere a processos naturais próprios. Por exemplo, ele tentou explicar por terremotos a hipótese de que a Terra flutua sobre a água, e que os terremotos ocorrem quando a Terra é atingida por ondas, ao invés de assumir que os terremotos eram o resultado de processos sobrenaturais.

Em matemática, Thales usou a geometria para resolver problemas como calcular a altura das pirâmides e da distância de navios da costa. Ele é creditado com o primeiro uso do raciocínio dedutivo aplicado à geometria, por derivar quatro corolários Teorema de Tales .Como resultado, ele foi saudado como o primeiro matemático verdadeiro e é o primeiro indivíduo conhecido a quem uma descoberta matemática tem sido atribuída. Além disso, a Thales foi a primeira pessoa conhecida a ter energia elétrica em estudo. Além disso, parece que a Thales também previu com sucesso um eclipse solar.

Thales teve uma profunda influência sobre outros pensadores gregos e, portanto, na história ocidental. Muitos filósofos seguiram a liderança de Thales na busca de explicações na natureza e não no sobrenatural. Eventualmente rejeição Thales de explicações mitológicas tornou-se uma idéia essencial para a revolução científica . Ele também foi o primeiro a definir princípios gerais e estabeleceu hipóteses, e como resultado, ele foi apelidado de “pai da ciência”, embora se possa argumentar que Demócrito mais corretamente merecem este título.

Um dos alunos de  Thales foi Anaximandro (c. 610 aC -. c 546 aC). Ele se tornou famoso por explicar como os quatro elementos da física antigos (ar, terra, água e fogo) são formados, e como a Terra e os seres terrestres são formados através de suas interações. Seu conhecimento da geometria permitiu-lhe introduzir o gnomon (a parte de um relógio de sol que lança a sombra) na Grécia. Fontes antigas relatam que um dos alunos mais famosos de Anaximandro foi Pitágoras . Anaximandro também criou um mapa do mundo que contribuiu muito para o avanço da geografia.

Como muitos pensadores de seu tempo, as contribuições para a filosofia de Anaximandro se relacionam com muitas disciplinas. Em astronomia, ele tentou uma descrição da mecânica dos corpos celestes em relação à Terra. No modelo de Anaximandro, a Terra flutua muito ainda no centro do infinito, não é suportado por qualquer coisa.

Anaximandro foi o primeiro astrônomo a considerar o Sol como uma enorme massa e, conseqüentemente, para perceber o quão longe da Terra que poderia ser. Ele construiu uma esfera celeste e, assim, foi o primeiro a apresentar um sistema em que os corpos celestes se virou em distâncias diferentes. Este provavelmente isso fez dele o primeiro a perceber a obliquidade do Zodíaco . Seu conhecimento e trabalho em astronomia também sugerem que ele deve ter observado a inclinação da esfera celeste em relação ao plano da Terra para explicar as mudanças meteorológicas associadas com as estações do ano.

Anaximandro viu os oceanos como um remanescente da massa de umidade que a Terra uma vez cercado. Uma parte dessa massa evaporado sob ação do sol, fazendo com que os ventos e até mesmo a rotação dos corpos celestes, que ele acreditava foram atraídos para locais onde a água é mais abundante. Explicou chuva como um produto da humidade bombeada para cima a partir da Terra pelo sol. Para ele, a Terra foi lentamente secando e a água ficou somente nas regiões mais profundas, o que eventualmente iria secar bem.

Anaximandro foi o primeiro a descrever o vento como o movimento do ar ( Rasmussen 2010 ), uma noção que mais tarde foi fortemente contestada por Aristotele . Anaximandro atribuíu outros fenômenos meteorológicos, como raios e trovões, com a intervenção de elementos, em vez de causas divinas. Em seu sistema, os resultados do trovão é o choque de nuvens bater uns nos outros, o volume do som é proporcional à do choque. Trovão sem relâmpago é o resultado de o vento ser demasiado fraca para produzir qualquer chama, mas suficientemente forte para produzir um som. Um relâmpago sem trovão é um choque do ar que dispersa e cai, permitindo um fogo menos ativos para se libertar. Tempestades são o resultado de um fluxo de ar mais espessa e mais violenta.

 

480 aC: Batalha de Salamina

Mapas com o movimento do exército persa e marinha (vermelho) durante a segunda invasão persa da Grécia 480 aC .

A Batalha de Salamina foi travada entre uma aliança das cidades-estados gregas e do Império Persa (chumbo pelo rei Xerxes ), em setembro de 480 aC no estreito entre o continente grego e Salamina , uma ilha no Golfo de Salónica oeste de Atenas. Ele marcou o ponto alto da segunda invasão persa da Grécia , que tinha começado em 480 aC. A principal fonte histórica para as Guerras Greco-persa é o historiador grego Heródoto .Grande parte do resumo abaixo é adotada a partir de fontes diferentes em Wikepedia ,antiga Mesopotâmia e de Rasmussen 2010 , a partir de onde a informação adicional disponível.

Para bloquear o avanço persa, uma pequena força de gregos bloqueou a passagem agora famoso de Termópilas , enquanto um ateniense, dominado Allied Marinha engajados a frota persa no estreito próximas de Artemísio. No resultando Batalha de Termópilas , na retaguarda da força grega foi aniquilado, enquanto que na batalha de Artemísio os gregos tiveram grandes perdas e recuaram após a perda das Termópilas. Isso permitiu que os persas para conquistar grande parte da atual Grécia, embora uma grande parte da sua marinha foi destruída por uma forte tempestade.

Após a batalha de Termópilas, as forças aliadas gregos estavam em uma posição muito difícil. Os atenienses sabiam que sua cidade certamente seria destruída pelos persas, quando eles chegaram. Simplesmente não havia lugar entre as forças persas e Atenas, onde os gregos aliados ousou arriscar batalha. A maior parte da frota grega foi retirada para a ilha de Salamina, a oeste de Atenas, onde assistiram sua cidade queimar.

Não obstante a grave situação militar, foi considerado importante pelos estadista ateniense Temístocles para trazer a frota persa para a batalha, na esperança de que uma vitória seria evitar operações navais contra a parte restante da Grécia. Por seu lado, o rei persa Xerxes foi igualmente ansioso para uma batalha decisiva, sabendo que o inverno logo estaria chegando-

Rei Xerxes, portanto, decidiu em um assalto naval sobre os atenienses remanescentes e suas forças navais estacionados  em Salamina. A frota persa foi enfraquecida um pouco por causa de perdas durante a tempestade anterior, mas ainda era uma força muito maior do que os gregos foi capaz de reunir. No total, os persas tinha cerca de 700 navios, os gregos apenas cerca de 300. Os espartanos e outras forças terrestres gregas aliadas estavam acampadas no Istmo de Corinto, aguardando o resultado da batalha do mar.

Rei Xerxes estava confiante da vitória. Ele tinha seu trono colocado em uma colina com vista para o mar, em parte, para saborear a sua vitória e, em parte, de modo que seus comandantes sabem que seu rei foi vê-los de perto. Os aliados gregos e as forças navais eram liderados por Temístocles, que foi responsável pela elaboração das táticas usadas durante a batalha. No entanto, ele não era o almirante que executaram o plano, o que foi feito por Eurybiades , um comandante espartano.

Nesta fase, muitos dos capitães de navios de aliados Athen estavam ameaçando zarpar para proteger seus  próprias cidade. Não surpreendentemente, eles temiam que a muito maior frota persa iria destruí-los. Além disso, Eurybiades queria mudar a frota para o Istmo de Corinto, onde o exército grego aliado estavam construindo fortificações.

No entanto, Temístocles usou um artifício para evitar que a marinha grega  fugir. Temístocles primeiro enganou Xerxes em separar sua frota através do envio de parte ao redor da ilha de bloqueio a frota grega em Salamina entre o som e o continente para que a frota grega não poderia escapar. Os persas mordeu a isca e navegou pelo estreito. Agora não havia nada a fazer para Eurybiades e oa aliados grego da Marinha, mas para aceitar Salamina como o campo de batalha e lutar!

Rei Xerxes, com vista para a batalha naval de Salamina, de 480 aC (à esquerda). Navios gregos ramming navios persas (centro e direita).

Um elemento essencial da estratégia ofensiva de Temístocles foi baseada em uma previsão de tempo local. Ele estava bem ciente da brisa terra-mar, diariamente , um turno diário entre o vento onshore e offshore.

  • A brisa do mar (ou brisa terrestre) é um vento do mar que se desenvolve no terreno perto de costas. É formada por aumento das diferenças de temperatura entre a terra e a água que cria um mínimo de pressão sobre a terra devido a seu calor relativo e as forças de maior pressão, o ar mais frio do mar para mudar para o interior.
  • A terra-brisa (ou brisa offshore) desenvolve durante a noite, quando a terra esfria mais rápido que o oceano devido a diferenças em seus valores de calor específico, o que força a morte da brisa do mar durante o dia. Se a terra arrefece abaixo da temperatura da superfície do mar adjacente, a pressão sobre a água será menor do que a da terra, a criação de uma brisa terra.
  • Normalmente, a força da brisa terrestre é mais fraca do que a brisa do mar. A brisa terra vai morrer uma vez que a terra aquece novamente na manhã seguinte.
  • O fenômeno brisa terra-mar só vai se desenvolver quando o padrão de ventos regionais superfície não é suficientemente forte para se opor.

Temístocles esperava uma brisa do mar para desenvolver pouco tempo após o início de seu plano, gerando um vento de superfície em direção ao continente grego, expondo os navios persas aos ventos contrários fortes e ondas no som estreita entre o continente e a ilha e Salamina (ver mapa acima). Os navios gregos foram baixos em sua construção, e por essa razão estável.  Em contraste, os navios persas eram de construção mais elevados e, por conseguinte, menos estável e mais difícil de manobrar em mares agitados.

O segundo elemento da estratégia de Temístocles foi ordenar os navios mais leves gregos remavam em uma forma circular ao redor dos vasos persas, após o que bateu as embarcações persas por sua popa pontas. Na batalha do mar em desenvolvimento, as ondas, o vento, a velocidade e manobrabilidade dos navios gregos e seu conhecimento das condições locais lhes permitiu afundar nada menos do que 200 dos navios persas. Alguns dos navios persas foram capturados e os restantes fugiram de volta para suas bases na Ásia Menor. Rei Xerxes, ao ver esta grande derrota em Salamina, voltou para a Pérsia com o que restava da sua marinha e parte de seu exército. Após a batalha, Eurybiades  foi contra a perseguir a frota persa, e também para navegar em direção ao Helesponto para destruir a ponte de navios que o rei persa Xerxes tinha construído lá. Ele queria Xerxes para poder escapar ao invés de tê-lo permanecer na Grécia, onde, possivelmente, renovar a guerra de terra.

Como resultado Xerxes recuou para a Ásia com a maioria do seu exército, deixando os gerais Mardonius para completar a conquista da Grécia. No entanto, no ano seguinte, o restante do exército persa foi decisivamente derrotado na Batalha de Platéia e da marinha persa naBatalha de Micale . Posteriormente, o persa não tem feito mais tentativas  para conquistar o continente grego.

A batalha de Salamina, assim, marca um ponto de viragem no curso das guerras Greco-persa como um todo, a partir de então em diante, a cidades-estados gregas se tomarem a ofensiva. Um número de historiadores acreditam que uma vitória persa teria limitado o desenvolvimento da Grécia Antiga, e por extensão da civilização ocidental. Foi mesmo alegou que o mar batalha de Salamina é uma das batalhas mais importantes militares da história europeia.

 

384-322 aC; idéias de Aristóteles sobre o tempo eo clima

Busto de mármore de Aristóteles (à esquerda). Cópia romana depois de um bronze grego original de Lisipo c. 330 aC. Geocêntricos esferas celestes (centro); Cosmographia Peter Apian do (Antuérpia, 1539). Direito de imagem: Platão (esquerda) e Aristóteles (direita), um detalhe de A Escola de Atenas , um afresco de Rafael . Aristóteles aponta para a terra, representando sua crença em conhecimento através da observação empírica e experiência, mantendo uma cópia de seus Ética a Nicômaco em sua mão, enquanto gestos de Platão para os céus, representando sua crença em As Formas .

Aristóteles (384-322 aC) foi um filósofo grego, aluno de Platão e mais tarde professor de Alexandre o Grande . Aristóteles é uma das figuras mais importantes fundadores da filosofia ocidental, e seus pontos de vista sobre as ciências físicas profundamente em forma de bolsas de estudo medieval, e sua influência se estendeu também para a Renascença, apesar de terem sido finalmente substituído pela física newtoniana. Grande parte do resumo abaixo é adotada a partir de fontes diferentes em Wikepedia e deRasmussen 2010 , a partir de onde a informação adicional disponível.

Aristóteles nasceu em Estagira, em 384 aC, cerca de 55 km a leste da moderna cidade de Tessalónica. Nicômaco seu pai era o médico pessoal do rei Amintas da Macedônia .Aristóteles foi treinado e educado como um membro da aristocracia. Mais ou menos na idade de 18, ele foi para Atenas para continuar sua educação na Academia de Platão .Aristóteles permaneceu na academia por cerca de 20 anos antes de sair de Atenas, em 348/47 aC, e viajar para a Ásia Menor, onde estudou botânica e zoologia. Em 343 aC, Aristóteles foi convidado por Filipe II da Macedônia para se tornar o tutor de seu filho Alexandre, o Grande . Aristóteles foi apontado como o chefe da academia real da Macedônia e deu lições não só para Alexandre, mas também a dois outros: os futuros reis de Ptolomeu e Cassandro . Por 335 aC ele retornou a Atenas, estabelecendo sua própria escola lá conhecida como o  Liceu , onde realizou cursos menos para os próximos 12 anos.É durante este período em Atenas 335-323 aC, quando Aristóteles Acredita-se que compôs muitas de suas obras.

Aristóteles estudou quase todos os assuntos possíveis no momento, e fez contribuições significativas para a maioria deles. Na ciência física, Aristóteles estudou anatomia, astronomia, embriologia, geografia, geologia, meteorologia, física e zoologia. Na filosofia, ele escreveu sobre estética, ética, governo, metafísica, política, economia, retórica, psicologia e teologia. Ele também estudou educação, costumes estrangeiros, literatura e poesia. Seus trabalhos combinados constituem uma enciclopédia virtual de conhecimento grego. Tem sido sugerido que Aristóteles foi provavelmente a última pessoa a saber de tudo o que havia para ser conhecido em seu próprio tempo. Como o seu mestre Platão, a filosofia de Aristóteles foi visando o universal. Aristóteles, no entanto, descobriu o universal em coisas particulares, que chamou a essência das coisas. Método de Aristóteles é tanto indutivo e dedutivo, enquanto Platão é essencialmente dedutivo de princípios a priori.

Em 350 aC, Aristóteles escreveu um tratado intitulado ” Meteorologica “, o que provavelmente é a primeira tentativa de fazer uma abrangente sobre as ciências da terra, incluindo a meteorologia . ‘ Meteorologica consiste em quatro livros, incluindo contas de início de evaporação da água, fenômenos meteorológicos, e terremotos, e foi considerada uma publicação de referência para mais de 2000 anos. Interessante o suficiente, Aristóteles esperado nuvens consistem de água. No capítulo (parte) nove em seu primeiro livro, ele afirma que diretamente ‘condensação do ar em água é nuvem’.

Em ‘ Meteorologica ‘Aristóteles apresenta uma série de interpretações sobre fenômenos relacionados à Terra, a atmosfera, nuvens, tempo, clima e efeitos das alterações climáticas:

Terra-Sol, e atmosfera

  • A terra está rodeada por água, assim como a que é pela esfera de ar, e que mais uma vez pela esfera que chamado de fogo.
  • Quatro corpos … são fogo, ar, água, terra.
  • Fogo ocupa o lugar mais alto entre todos eles, terra o mais baixo, e dois elementos correspondem a estes na sua relação uma à outra, o ar mais próximo ao fogo ser água, para a terra.
  • … O movimento destes últimos organismos [de quatro] ser de dois tipos: a partir do centro ou para o centro.
  • Fogo, ar, água, terra, afirmamos, originam um do outro, e cada um deles existe potencialmente em cada uma, como todas as coisas do que pode ser resolvido em um substrato comum e final.
  • A causa eficiente e chefe e primeiro é o círculo em que o sol se move. Para o sol que se aproxima ou se afasta, obviamente provoca dissipação e condensação e assim dá origem a geração e destruição.

Nuvens e chuva

  • Agora a terra permanece, mas a umidade em torno dela é feita a evaporar-se pelos raios do sol e do calor outro de cima, e sobe. Mas quando o calor que estava levantando deixa, em parte dispersando à maior região, em parte através apaga subindo tão longe no ar superior, então o vapor esfria, pois o calor se foi e porque o lugar é frio e se condensa novamente e vira de ar para a água. E depois de a água ter formado ela cai de novo para a terra.
  • Uma vez que a água é produzida a partir do ar, da água e do ar, porque são nuvens não se formou no ar superior? Eles devem formar ali a mais, o mais longe da terra e do frio que região é. Por isso não é nem sensivelmente próximo ao calor das estrelas, nem para os raios reflectidos a partir da terra. São estes que dissolver qualquer formação por seu calor e assim evitar a formação de nuvens perto da Terra. Para nuvens se reúnem no ponto onde os raios refletidos dispersar no infinito do espaço e se perdem. Para explicar isso, devemos supor que ou não é todo o ar que a água é gerada, ou, se for produzida a partir de todo o ar da mesma forma, que o que rodeia imediatamente a Terra não é o ar, mas sim, uma espécie de vapor, e que a sua vaporosa natureza é a razão pela qual se condensa novamente de volta para a água.
  • No entanto, pode bem ser que a formação de nuvens na região superior é também impedido pelo movimento circular. Para a rodada de ar da terra é, necessariamente, tudo isso em movimento, exceto o que é cortado dentro do perímetro que torna a Terra é uma esfera completa. No caso de ventos é realmente perceptível que se originam nos distritos pantanosas da terra, e eles não parecem soprar acima do nível das mais altas montanhas. É a revolução do céu que transporta o ar com ela e faz com que o seu movimento circular, o fogo ser contínua com o elemento superior e o ar com o fogo.Assim, seu movimento é uma segunda razão que o ar não é condensado em água.
  • A exalação de água é o vapor: ar condensado em água é nuvem. Névoa é o que sobra quando uma nuvem se condensa em água, e por isso é sim um sinal de bom tempo do que de chuva, para a névoa pode ser chamado de uma nuvem estéril. Assim, temos um processo circular que segue o curso do sol. Por conforme o sol se move para este lado, ou que, a humidade no presente processo sobe ou desce. Temos que pensar nisso como um rio que flui para cima e para baixo em um círculo e fez-se, em parte, de ar, em parte, de água. Quando o sol está perto, o fluxo de vapor flui para cima, quando se retrai, a corrente de água flui para baixo, e da ordem de sequência, em todo o caso, no presente processo é sempre o mesmo. Então, se “Oceanus” tinha algum significado secreto em primeiros escritores, talvez eles possam ter significado deste rio que flui em um círculo em torno da Terra.
  • Assim, a umidade é sempre levantada pelo calor e desce novamente à Terra quando faz frio. Estes processos e, em alguns casos, suas variedades são distinguidas por nomes especiais. Quando a água cai em gotas pequenas é chamado de garoa, quando as gotas são maiores é de chuva. 

O vapor de água, orvalho e geada

  • Uma parte do vapor que é formado por dia não subir elevada porque a razão entre o fogo que está elevando-o para a água que está a ser levantada é pequeno
  • Tanto o orvalho e geada são encontrados quando o céu está claro e não há vento. Para que o vapor não pode ser levantada a menos que o céu eram claras e, se um vento sopravam não poderia condensar.
  • … A geada não é encontrado em montanhas contribui para provar que esses fenômenos ocorrem porque o vapor não subir alto. Uma razão para isto é que se eleva a partir de locais ocos e aquosa, de modo que o calor que é elevá-la, tendo como se fosse muito pesado um fardo não pode levantá-lo a uma grande altura, mas logo a deixa cair novamente.

Tempo

  • Quando há uma grande quantidade de expiração e é raro e é espremido na nuvem em si temos um raio.
  • Assim, o turbilhão se origina na falta de um furacão incipiente para escapar de sua nuvem: é devido à resistência que gera o redemoinho, e consiste na espiral que desce à terra e arrasta consigo a nuvem que ele não pode sacudir . Ele move as coisas pelo seu vento na direção em que ele está soprando em uma linha reta, e gira em torno de seu movimento circular e forçosamente arrebata-se tudo o que encontra.

Alterar os efeitos do clima:

  • Por isso, é claro, já que não haverá fim para o tempo eo mundo é eterno, que nem os Tanais nem o Nilo tem sido sempre fluindo, mas que a região onde o fluxo já foi seco: para o seu efeito pode ser cumprida, mas o tempo não pode. E isso vai ser igualmente verdade para todos os outros rios. Mas se os rios passam a existir e perecem e as mesmas partes da terra não eram sempre úmido, o mar deve necessidades mudam proporcionalmente. E se o mar está sempre a avançar em um lugar e se afastando em outro, é claro que as mesmas peças de toda a terra não são sempre o mar ou terra, mas que todas estas mudanças em curso do tempo.

Escritos de Aristóteles nunca foram a influenciar diretamente na meteorologia prática.Para muitas pessoas séculos baseava-se em uma série de regras de tempo de ouro, algumas vezes misturados com assumindo um certo grau de interferência divina. Um dos estudantes de Aristóteles, Teofrasto (371-287 aC) o sucedeu como diretor do Liceu, em Atenas. Ele assumiu a filosofia de Aristóteles em partes remodelando, comentando, e desenvolvê-lo de uma forma original. Seu pensamento conduz ao empirismo por meio de observação, classificação, coleta. Ele foi cerca de 35 anos o diretor do Liceu, e ele era um professor de até 2.000 alunos. Teofrasto hoje é muitas vezes considerado o “pai da botânica”. Além disso, ele provavelmente foi o primeiro na Europa para descobrir manchas solares (embora observada independentemente e muito mais cedo na China). No entanto, ele também continuou o trabalho de Aristóteles sobre meteorologia, a formulação de cerca de 80 regras de tempo, baseados em observações. Isto indica que a meteorologia empírica já neste momento havia chegado a um estágio avançado na ciência grega.

Mais tarde, muito do conhecimento adquirido e formulada por Aristóteles e seus alunos foi ignorado e esquecido na Europa, e que não era antes 1000-1100 AD anos que foi redescoberto por cientistas europeus, depois de sobreviver entre os cientistas árabes. Por isso, no entanto, as teorias e explicações outras estabelecidas por Aristóteles estavam a ganhar enorme impacto sobre o desenvolvimento europeu seguinte científica.

 

200-0 BC: Europeu da Ciência e Meteorologia na balança: Alexandria e Roma

A Biblioteca Real de Alexandria ou Antiga Biblioteca de Alexandria, em Alexandria, no Egito, foi provavelmente o maior, e certamente o mais famoso, das bibliotecas do mundo antigo.Ele floresceu sob o patrocínio da dinastia ptolemaica, e funcionou como um grande centro de bolsa de estudos, pelo menos até a época da conquista de Roma do Egito, e provavelmente por muitos séculos depois.

Cerca de 200 aC, o centro da ciência grega tem mais ou menos deixou de existir, e a maioria da atividade científica anterior havia se afastado da Europa para Alexandria, no delta do Nilo. Alexandria foi fundada em torno de uma pequena faraônica cidade. 331 aC porAlexandre, o Grande . Dentro de um século, Alexandria tornou-se a maior cidade do mundo e, por alguns séculos mais, foi apenas a segunda a Roma. Tornou-se a principal cidade do Egito grego, com pessoas de diversas origens gregas. Ele permaneceu capital do Egito por quase mil anos, até a conquista muçulmana do Egito no ano de 641. Grande parte do resumo abaixo é adotada a partir de fontes diferentes em Wikepedia e deRasmussen 2010 , a partir de onde a informação adicional disponível.

A Biblioteca Real de Alexandria ou Antiga Biblioteca de Alexandria, foi a biblioteca maior e mais importante do mundo antigo. Ela floresceu sob o patrocínio da dinastia ptolemaica e funcionou como um grande centro de bolsa de estudos da sua construção no século 3 aC até a conquista romana do Egito em 30 aC. Aparentemente, a biblioteca foi inicialmente organizada por Demétrio de Phaleron , um aluno de Aristóteles , sob o reinado de Ptolomeu Soter (ca.367 BC-ca.283 BC). A biblioteca teve cerca de 500 mil livros em suas coleções e jardins também compõem, uma sala para jantar partilhado, uma sala de leitura, salas de aula e salas de reuniões. A influência deste modelo ainda pode ser visto hoje no layout de muitos  campus universitários. A biblioteca em si é conhecida por ter um departamento de aquisições, e um departamento de catalogação. Uma sala continha prateleiras para as coleções de pergaminhos (livros foram neste tempo em rolos de papiro), conhecidos como bibliothekai. Diz a lenda que esculpido na parede acima das prateleiras havia uma inscrição que dizia: O lugar da cura da alma.

A primeira biblioteca conhecida de seu tipo a reunir uma coleção de livros da séria para além das fronteiras de seu país, a Biblioteca de Alexandria foi acusada de recolher o conhecimento do mundo inteiro. Fê-lo através de um mandato real agressiva e bem financiado que envolve viagens para as feiras do livro de Rodes e Atenas, complementada por uma política de puxar os livros fora de cada navio que chegou ao porto. Eles mantiveram os textos originais e fizeram cópias para enviar de volta para seus donos.

Além de coletar obras do passado, a biblioteca era também o lar de um grande número de estudiosos internacionais, bem freqüentado pela dinastia ptolomaica com hospedagem, viagens e salários para suas famílias inteiras. Como uma instituição de pesquisa, a biblioteca encheu suas pilhas com novas obras em matemática, astronomia, física, ciências naturais e outros assuntos. Desta forma, grande parte do conhecimento adquirido e formulada por Aristóteles e seus estudantes foram mantidos vivos após o período de ouro da ciência tinha deixado na Grécia, e por um período, Alexandria tornou-se o novo centro científico na área do Mediterrâneo. Parte da razão para o período de ouro da ciência chegando ao fim na Grécia foi o crescente poder da República Romana e mais tarde o Império Romano, se espalhando por todo o Mediterrâneo.

A República Romana foi o período da antiga civilização romana, onde o governo funcionava como uma república . Tudo começou com a queda da monarquia romana em torno de 508 aC, e sua substituição por um governo liderado por dois cônsules, eleitos anualmente pelos cidadãos e aconselhado por um senado. A constituição complexa desenvolvida gradualmente, centrada nos princípios da separação de poderes e de freios e contrapesos. Exceto em situações de emergência nacional, repartições públicas foram limitadas a um ano, então pelo menos em teoria, nenhum indivíduo pode dominar os seus concidadãos.

A República romana foi gradualmente enfraquecida por várias guerras civis, e vários eventos são comumente propostas para marcar a transição da República ao Império, incluindo Júlio César da nomeação como ditador perpétuo (44 aC) e no Batalha de Actium(02 de setembro de 31 aC) .

A expansão romana começou nos dias da República, mas o império alcançou sua maior extensão sob o imperador Trajano: durante o seu reinado (98-117 dC), o Império Romano controlava aproximadamente 6,5 milhões de km 2 de superfície da terra. Por causa da vasta extensão do Império e longa duração, as instituições e a cultura de Roma teve uma influência profunda e duradoura sobre o desenvolvimento da linguagem, religião, filosofia, arquitetura, direito e formas de governo no território regulava, particularmente a Europa, e por meio do expansionismo europeu em todo o mundo moderno.

Tanto a República Romana e do Império Romano, no entanto, tinha pouco interesse em ciência. O conhecimento científico só foi considerada relevante do ponto de vista aplicado, e da pesquisa básica não era nem interessante nem incentivado pela sociedade. É por isso que a Biblioteca de Alexandria por algum tempo desenvolveu-se um porto seguro para a maior parte do conhecimento, inclusive meteorológico, que foi desenvolvido por Aristóteles e seus alunos na Grécia durante o período de ouro.

Ao mesmo tempo, o cristianismo foi aumentando sua influência rapidamente na Europa, e o conhecimento científico grego foi cada vez mais considerado como uma expressão do antigo paganismo, e por essa razão algo que deve ser submetido a repressão e proibição.Como a influência política do cristianismo cresceu na Europa e em toda a região do Mediterrâneo, tornou-se mais e mais difícil para a Biblioteca de Alexandria continuar como anteriormente. Eventualmente, muitos dos cientistas associados com a Biblioteca foram expostos a perseguição. Muitos, pois, teve que deixar Alexandria e em vez disso mudou-se para Damasco, para o Califado crescente árabe, onde a ciência e os cientistas foram bem recebidos. Então mais uma vez, a tradição eo conhecimento científico estabelecido por Aristóteles e seus alunos tiveram que se mudar e sobreviver fora da Europa.

120-114aC:   A inundação Cimbrian e o seguinte Cimbrian guerra 113-101 aC

As migrações do Cimbri e os teutões entre 113 e 101 aC (diagrama à esquerda), com locais de grandes batalhas com as forças romanas indicado. Desenho mostrando às pessoas Cimbrian durante sua viagem europeia (direita).

A inundação Cimbrian (ou Cymbrian inundação) foi uma incursão em grande escala do Mar do Norte, na região da Jutlândia península (Dinamarca) no período de 120-114 aC, resultando em uma mudança permanente de litoral, com muita terra perdida. A inundação foi causada por uma tempestade muito forte ou vários. Um grande número de pessoas que vivem na área afetada da Jutlândia afogaram  e as inundações aparentemente desencadeou uma migração das tribos Cimbri anteriormente se estabeleceu ali (Lamb 1991). Muito provavelmente, a inundação Cimbrian foi o resultado da inundação gradual do mar do Norte presente desde o fim da glaciação (Weichselian) anterior, em combinação com um período de tempestade, presumivelmente influenciado por um período de arrefecimento global (ver abaixo).

Cimbri eram uma tribo do norte da Europa, que, juntamente com o Proto-GermânicoTeutões e os Ambrones ameaçava a República Romana no século atrasado BC 2. Fontes mais antigas categorizar a Cimbri como um germânico tribo, mas alguns autores incluem o Cimbri entre os celtas (http://en.wikipedia.org/wiki/Celts). Fontes antigas localizadas seu lar original na Jutlândia, a qual foi referida como a península Cimbrian todo primeiros tempos históricos. Como exemplo, no mapa de Ptolomeu , o “Kimbroi” são colocados na parte norte da península da Jutlândia, na moderna Dinamarca região Himmerland, logo ao sul do Limfjorden som. O moden Vendsyssel-Thy região da Dinamarca norte de Limfjorden era naquele tempo ainda, principalmente, um grupo de ilhas. Himmerland (Old dinamarquês Himbersysel) é pensado geralmente para se referir ao Cimbri nome. No entanto, a origem exacta da Cimbri nome é desconhecido.

Algum tempo antes de 100 aC muitos dos Cimbri, bem como os Teutões e Ambrones migraram para o sul-leste. Depois de várias batalhas infrutíferas com os boios e outras tribos celtas , que apareceu ca 113 aC sobre o Danúbio , em Noricum , onde eles invadiram as terras de um dos aliados de Roma, o Taurisci. A pedido do cônsul romano Gnaeus Papirio Carbo , enviado para defender a Taurisci, eles se retiraram, apenas para encontrar-se enganados e atacado na Batalha de Noreia . Aqui, no entanto, que derrotou o exército romano sério. Apenas uma tempestade, que separou os exércitos, salvo as forças romanas de aniquilação completa.

No entanto, Roma foi, porém, finalmente vitoriosa na guerra Cimbrian, e as forças Cimbri-Teutônicos   – Que tinha infligido os exércitos romanos as maiores perdas que sofreram desde a Segunda Guerra Púnica com vitórias nas batalhas de Arsusio e Noreia – foram quase completamente aniquilada, durante as batalhas de Aquae Sextiae e Vercellae .

O momento da guerra teve um grande efeito sobre a política interna de Roma, e da organização de suas forças armadas. A guerra contribuiu muito para a carreira política deCaio Mário , cujos consulados e conflitos políticos desafiou muitas das instituições políticas da república romana e os costumes da época. A ameaça Cimbrian, junto com o Guerra Jugurthine , inspirou os marco reformas marianas das legiões romanas .

Gundestrup caldeirão (à esquerda). E placa do Caldeirão Gundestrup (direita), aparentemente mostrando guerreiros romanos.

Caldeirão Gundestrup é o maior exemplo conhecido da ourivesaria europeu da Idade do Ferro. Ele é de 69 cm de diâmetro e 42 cm de altura e pesa cerca de 9 kg. Foi datado do período entre 130 aC e 1 aC. A caldeira é composta a partir de 13 placas separadas – 5 longas placas retangulares que formam o interior; sete curtas placas retangulares que formam o exterior, e uma placa de base redonda, em conjunto com a rasa, base, curvo não decorada. O caldeirão foi encontrado em Himmerland em 28 de maio de 1891, por cortadores de turfa que trabalham em uma turfeira pequena chamada Rævemose, perto Gundestrup.

Esta peça única de arte sugere que houve contato entre Jutland e do Sudeste, mas é incerto se este contato pode ser associado com a migração Cimbrian. Nem tem arqueólogos encontraram quaisquer indicações claras de uma migração em massa de Jutland em torno deste tempo, e provavelmente foi apenas as tribos que vivem nas áreas diretamente afetadas pela enchente e areia posterior à deriva que decidiu mover para o sul.

Mas por que o Dilúvio Cimbrian ocorrer sobre período de 120-114 aC? Presumivelmente, a explicação é, em parte, a ser procurado no diagrama abaixo, que mostra a inundação de ocorrer na parte final de um período relativamente frio, pouco antes do Período Romano Quente.

O painel superior mostra a temperatura do ar na cúpula de gelo da Groenlândia, reconstruído por Alley (2000) a partir de dados de núcleos de gelo GISP2 . O tempo aproximado do Dilúvio Cimbrian está na última parte do período de frio antes do Período Romano Quente. A escala de tempo mostra anos antes tempos modernos, o qual é mostrado no lado direito do diagrama. O rápido aumento de temperatura à esquerda indicam a parte final do aumento de temperatura ainda mais acentuada após a última era glacial. A escala de temperatura no lado direito do painel superior sugere uma comparação muito aproximada com a temperatura média global (ver comentário abaixo). O registro GISP2 termina por volta de 1855, e a linha vermelha ponteada indicam o aumento de temperatura aproximada desde então. O painel inferior mostra o passado atmosférica teor de CO 2, como encontrado a partir do C Dome EPICA núcleo de gelo na Antártida ( Monnin et al. 2004 ). O Dome C CO 2 atmosférico registro termina no ano de 1777.

Sempre que o planeta esfria, o resfriamento é especialmente pronunciado perto dos pólos e menor perto do equador. O resfriamento planetário, portanto, produz um aumento de contraste térmico entre as regiões equatoriais e os pólos. No hemisfério norte, este contraste térmico tende a desenvolver especialmente nas latitudes entre cerca de 50 e 65o N, na chamada zona do oeste. Resfriamento global e o gradiente norte-sul reforçada térmica é a base para o desenvolvimento de fortes tempestades ciclônicas sobre os oceanos na zona de ventos de oeste, levando a frequência crescente inundação e danos para as costas adjacentes e áreas de terra, especialmente em torno do Mar do Norte.

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: