CO2 e a nova era das trevas.

A “Idade das Trevas” é um termo comum usado para o período entre a queda de Roma (2 e 3 século d.C.) e o período   da Renascença  (início de 1450). Cerca de mil anos de história durante o qual houve pouco progresso em ciência, tecnologia, alimentação, saúde, energia etc.

É a humanidade a ponto de repetir a história  à beira de uma era moderna das Trevas?


A Idade das Trevas terminou com inventores, visionários e cientistas como Gutenberg ( imprensa ), Columbo (uma rota ocidental para o “Leste”) e Copérnico e Galileu (visão heliocêntrica).Apesar dos esforços consideráveis ​​por parte dos poderes então vigentes, suas realizações e resultados não poderiam ser retidos por muito tempo. A Igreja Católica tentou manter a imprensa em segredo o maior tempo possível, a visão heliocêntrica foi considerada “herege” e levou quase 500 anos para exonerar Galileo. Colombo esperava encontrar uma maneira mais fácil de acessar as especiarias da Ásia e foi salvo pelo ouro que ele e seus sucessores recuperarom do Novo Mundo .

Desde a Renascença então, a humanidade iniciou um caminho contínuo para a frente, em grande medida, com base na estampas de Gutenberg. Com ela é permitida a circulação eficiente e generalizada de notícias e idéias. Ao longo das últimas décadas, rádio, televisão, e-mail e internet têm complementado a imprensa e aumentou a velocidade de comunicação em todo o mundo. Com isso vieram novas ameaças à livre comunicação. De tentativas de tributação das novas mídias para seu controle por parte das autoridades, até agora, não conseguiram, mas sem dúvida novas tentativas serão feitas no tempo. Alguns países já usam filtros para mails  e acesso à Internet, e analisam cada palavra enviados ou recebidos.


Um simples passo para influenciar o povo  é tomar o controle do império de mídia. Ele permite  aos atuais poderes de controlar o que é relatado e fornecer a inclinação “correta” e interpretação, tudo em um passo eficiente.

Os impérios de mídia têm crescido nos últimos anos e não são mais independente ou imparcial, um novo dogma pegou.

O novo Dogma

O novo dogma é o dióxido de carbono (CO2), e o aquecimento global (e seu pseudônimo “Mudanças Climáticas”). Alguns dos profetas  do novo dogma, como membros da “350.org”, na verdade, acham que esses “hereges” (céticos) devem ser queimados na fogueira ou sofrer um destino semelhante. Pessoas como David Suzuki e Parncutt Richard (que, desde então, pediu desculpas por suas declarações e retraída) estão no registro como indicando isso.

A CO2 é reivindicada por alguns das nova “Idade das Trevas (rs)”  para causar a mudança climática. É o novo Diabo  que precisa ser erradicado. A humanidade, dizem, precisa voltar a suas tarefas adequadas para reviver a “natureza” e “salvar” o planeta Terra.

Infelizmente, nesse processo , todas as civilizações ocidentais deve (e vai) ir para o inferno, o cristianismo o Islá e todas as outras religiões vai desaparecer;  e a Agenda21 da  ONU vai deliciar a Nova Era com sua benevolência e realizações. O último incluem a perda da soberania nacional, os direitos de propriedade individuais, direitos constitucionais, e quase tudo o que você pode tomar será concedido se voçe paga os novos tributos “verdes”.
Bem-vindo à nova Idade das Trevas!

Sou felizmente cético da nova religião assim como de todas as “antigas”……

3 Comments

  1. Posted 21 janeiro 2013 at 4:19 PM | Permalink

    Sand
    .
    O pior de tudo é o problema que este pessoal vai causar a ciência quando ficar claro que a temperatura não depende do CO2!
    Aí começará o descrédito de toda uma comunidade científica e começará o verdadeiro negacionismo.
    .
    Estes verdes não enxergam que o maior problema no mundo é a fome e a doença.
    Um dos exemplos é a campanha levada por uma senhora, a mãe de todos os ecopatas do mundo, Rachel Carson, que lançando um livro eivado de erros científicos conseguiu quase que o banimento do DDT no mundo causando a morte de MILHÕES de crianças e adultos no terceiro mundo. Hoje em dia depois de muita luta de verdadeiros cientistas da Organização Mundial da Saúde conseguiram reverter o verdadeiro massacre que estes loucos estavam fazendo. Hoje em dia até a Organização Mundial da Saúde levantou o interdito deste inseticida para o combate da malária (vide http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2006/pr50/en/ ou
    http://www.who.int/ipcs/capacity_building/ddt_statement/en/index.html ou ainda
    http://www.npr.org/templates/story/story.php?storyId=6083944).
    .
    Outro grande crime que está sendo cometido por as chamadas organizações ecológicas é a introdução de fogões melhorados (improved cookstoves) nos países do terceiro mundo e de fogões solares. No lugar de subsidiar pequenos fogões de GLP ou de gás natural estas ONGs insistem a continuar a “melhoria da eficiência” dos fogões a lenha nos países do terceiro mundo ou a introduzir fogões solares que só funcionam de dia (é óbvio). Resultado, está provado por pesquisadores indianos que os ditos fogões melhorados, não melhoram coisa nenhuma em termos de deixar as pessoas cheirando fuligem o dia todo, e os fogões solares, por só funcionarem parte do dia, fazem com que as donas de casa do terceiro mundo acendam a noite seus primitivos fogões a lenha. Só para ter uma ideia da desgraceira que é o “negro de fumo” na saúde humana, segundo dados da OMS 1,6 MILHÕES de pessoas morrem por ano e mais 38,5 MILHÕES ficam incapacitados devido a aspiração da fuligem.
    .
    Se 10% de todo o dinheiro que se gasta em pesquisas inúteis sobre aquecimento global fossem canalizados para o caso da malária ou da fuligem mais de 2 MILHÕES de vidas seriam poupadas todos os anos. E a fuligem, esta sim é um poluente, que nas últimas análises de campo está sendo responsabilizada pelo degelo do ÁRTICO.
    .
    Se fizermos um cálculo do atraso em coisas básicas que as ONGs ambientalistas estão levando aos países do terceiro mundo através dos agentes econômicos internacionais (Banco Mundial, FMI e outros), poderíamos por baixo dizer que no mínimo 3 milhões de pessoas morrem hoje em dia por falta de energia elétrica, fogões corretos, doenças em geral, má conservação de alimentos, etc, etc e etc.

  2. Antonio Gomez
    Posted 21 janeiro 2013 at 7:36 PM | Permalink

    Nada como o que diz o Prof Luiz Carlos Baldicero Molion, CO² é o gás da vida, todos aprenderam no colégio que o CO² faz bem as plantas. “clorofila” sem CO² e sol não se proecessa.

  3. Antonio Gomez
    Posted 21 janeiro 2013 at 7:57 PM | Permalink

    Segundo relatório NOOA de Actividade Solar Geofísica e Previsão SDF Número 20 Emitido em 2200Z em 20 de janeiro de 2013

    Previsão para os próximos dias e de relativa calma . O ventos solares mantém uma média de 400KM/h, e pode haver eventos classe C, campo magnético continua baixo. O sol continua com poucas manchas solares em n° de 3, mas sem força para grandes explosões. Esse é mais um retrato de mínimo solar de janeiro de 2013.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: