Risco global de grandes terremotos não aumentou recentemente

A taxa de elevação recente de grandes terremotos tem alimentado a preocupação de que a taxa subjacente da actividade sísmica mundial tem aumentado, o que teria implicações importantes para as avaliações de risco sísmico e nosso entendimento de como as falhas interagem.

Quantidade de terremotos anuais

Mag/Data 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Média Anual Projeção
2011
8.0 a 8.9 2 1 2 4 0 1 1 1 1 (1) 1
7.0 a 7.9 14 10 9 14 12 16 23 19 17 (1) 19
6.0 a 6.9 141 140 142 178 168 144 149 185 134 (2) 186
5.0 a 5.9 1515 1693 1712 2074 1768 1896 2009 2249 1319 (2) 2261
4.0 a 4.9 10888 13917 12838 12078 12291 6805 10358 12769 13000 12839
Total 31194 30478 29568 29685 31777 14825 21549 21302
Mortes 228802 88003 6605 712 88011 1790 320120 21401

Até 29 de dezembro de 2011

(1) Desde 1900 – (2) desde 1990

Examinamos o momento de grande (magnitude M ≥ 7) os terremotos de 1900 até o presente, após a remoção de clustering locais relacionados com tremores.A taxa global de M ≥ 8 terremotos foi em um recorde aproximadamente desde 2004, mas as taxas foram quase tão alta antes, ea taxa de terremotos menores está perto de sua média histórica. Algumas funções do catálogo global são improváveis em retrospecto, mas também são algumas características da maioria das seqüências aleatórias-se os recursos são selecionados depois de olhar para os dados. Para uma variedade de cortes de magnitude e três testes estatísticos, o catálogo global, com clusters locais removidos, não é distinguível de um processo de Poisson homogêneo. Além disso, nenhum mecanismo plausível de física prevê mudanças reais na taxa subjacente global de grandes eventos.Juntos, esses fatos sugerem que o risco global de grandes terremotos não é maior hoje do que foi no passado…. Ou ainda não sabemos????

4 Comments

  1. Udo Wrany
    Posted 20 fevereiro 2012 at 4:22 PM | Permalink

    Olá. Tenho pensado muito na relação de alguns terremotos com a atividade solar.
    Se, supondo o Sol estando em um período de baixa atividade, podemos imaginar que todo o Sistema Solar diminui de tamanho, ou seja encolhe. Assim todos os planetas, junto. Essa menor energização do sistema, causa efeitos diversos em cada planeta.
    Se em nosso planeta também isso ocorre, é possível que a nossa crosta terrestre também sofra pressões adicionais que influenciam na acomodação das camadas já sob constante pressão. Funcionaria como um catalizador na ocorrência dos terremotos.

    • Posted 20 fevereiro 2012 at 8:46 PM | Permalink

      A hipotese que alguns terremotos são relacionados a atividade do Sol explica que isso acontece quando temos uma ECM poderosa que atinge e interage em uma maneira não bem explicada nem ainda bem estudada com o magnetismo terrestre que se descarrega com terremotos.
      È uma hipotese fascinante mas nunca foi comprovada.

    • Posted 20 fevereiro 2012 at 8:51 PM | Permalink

      Pode ver um estudo que é conduzido agora aqui:
      http://daltonsminima.altervista.org/?p=18814

  2. Luciano
    Posted 20 fevereiro 2012 at 7:33 PM | Permalink

    Veja que interessante como ficou a Itália (coberta de neve)!
    http://video.repubblica.it/dossier/neve-emergenza-maltempo/l-italia-sotto-la-neve-vista-dal-satellite/88045/86438

    É como se uma era glacial tivesse tomado conta do país,salvo a Sicília que ficou de fora! hehehe…


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: