Nobel de Física descarta aquecimento global.

Voces sabem. Nunca tivemos um Prêmio Nobel. Jorge Amado andou arranhando, Zilda Arns esteve na lista, fala-se no físico Miguel Nicolelis, mas até agora nadica de nada. Os EUA tem dezenas. Paises Europeus idem. Um deles, o professor  norueguês Ivar Giaever, Nobel de Física, acaba de renunciar à Sociedade Americana de Física. Em comunicação data de 13 de Setembro ele declara:

Prezada Sra. Kirby Obrigado por sua carta perguntando sobre a minha adesão. Eu não a renovo porque não posso conviver com declarações como abaixo:

“Emissões de gases de efeito estufa por atividades humanas estão mudando o ambiente de maneira que afetam o clima da Terra. Gases de efeito estufa incluem o dióxido de carbono, bem como metano, óxido nitroso e outros gases. Eles são emitidos pela queima de combustíveis fósseis e uma série de processos industriais e agrícolas. A evidência é incontestável : O aquecimento global está ocorrendo.


Se ações mitigadoras não forem tomadas, rupturas significativas nos sistemas físicos e ecológicos da Terra, sistemas sociais, de segurança e saúde humana são prováveis ​​de ocorrer. Devemos reduzir as emissões de gases de efeito estufa a partir de agora.”

Na APS discute-se a massa do próton, mudanças ao longo do tempo e como um universo multi-comporta-se, mas a evidência do aquecimento global é indiscutível ? A afirmação (como você pode medir a temperatura média do conjunto terra por todo o ano?) é que a temperatura passou de 288,0 para ~ ~ 288,8 graus Kelvin em cerca de 150 anos, o que (se for verdade) significa para mim é que a temperatura foi surpreendentemente estável, e tanto a saúde humana e a felicidade definitivamente melhoraram neste período de “aquecimento”. 

Atenciosamente, Ivar Giaever.

Sabem o que isso? Um cara que ganha o prêmio Nobel de Física simplesmente não aceita a “teoria” do aquecimento global como ciência firmada, indiiscutível. Pelo contrário, considera a “temperatura surpreendentemente estável” e comemora seus efeitos para a humanidade.

Pois é. Prefiro a sua companhia à dos obtusos seguidores da seita carbofóbica que estrebucham em seminários perante a deusa Pachamama e seus cardeais.

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: