Aquecimento Galáctico: o próximo eco-pânico.

NOTICIAS DE RIR SOBRE O AGW !!!
Será que há leitura alternativa às notícias aterrorizadoras provenientes da NASA?

Dados recolhidos pelos satélites da NASA durante o período 2000-2011 mostram que a atmosfera terrestre está a permitir que demasiado calor seja libertado para o espaço – superando o que os modelos alarmistas haviam previsto.

O estudo indica que o aquecimento global futuro é muito menor do que os modelos informáticos das Nações Unidas haviam previsto, e suporta estudos anteriores que indicam que o aumento do dióxido de carbono atmosférico retém muito menos calor do que os alarmistas haviam alegado.

O co-autor do estudo revisto por pares (e publicado no jornal Remote Sensing) Dr. Roy Spencer declara que os dados reais do satélite “Terra” (da NASA) contradizem múltiplas pressuposições inseridas nos modelos computacionais.

As observações do satélite sugerem que há muito mais energia perdida para o espaço durante e após o aquecimento do que o que os modelos mostram. . . . Há uma enorme discrepância entre os dados e previsões, e esta é maior sobre os oceanos.


Os governos mundiais têm que agir prontamente para acabar com a ameaça do aquecimento galáctico. Não é só o nosso futuro (e o das nossas crianças) que está em jogo, mas sim o futuro de crianças peludas com seis olhos a viver Xaraxifap VI cuja subsistência depende do término do nosso modo de vida industrial.

Claramente, as únicas formas de combater a ameaça do aquecimento galáctico são 1)disponibilizar poder ilimitado a um grupo de “homens sábios” – membros duma instituição centralizada e determinada a ter o governo mundial – e 2) financiar o seu “trabalho” com mais um conjunto de novos impostos.

Se não começarmos o combate hoje, a Via Láctea pode-se tornar na Via Gasosa.

Fim ao aquecimento galáctico, já!

O ridiculo não tem fim.
SAND-RIO

3 Comments

  1. Luciano
    Posted 22 setembro 2011 at 3:21 PM | Permalink

    Oi Sand,

    Olha que matéria interessante encontrei no “La Nación” de Buenos Aires pela net, espero que goste:

    A Terra ingressou numa mini-era de gelo
    que poderá durar entre 60 e 80 anos e diminuirá a temperatura global em 0,2º C segundo relatório do Instituto de Geofísica da Universidade Nacional Autônoma de México (UNAM).

    O investigador Víctor Manuel Velasco explicou que o fenômeno é causado pela diminuição da atividade solar que vem sendo registrada há anos.

    Velasco estudou os períodos glaciais e interglaciais da Terra e a variabilidade solar. Os resultados apóiam uma teoria que poderá quantificar a diminuição da atividade solar e seu impacto na Terra.

    “Hipótese alguma sobre mudança climática consegue explicar por que acontecem esses períodos”, esclareceu ele.

    Para o cientista, a diminuição da temperatura global é devida a “um ciclo natural da natureza” já verificado em outros séculos com lapsos de 120 anos e que depende exclusivamente do sol.

    Já em 2010 partes do planeta entraram nessa “mini” era de gelo e “as ondas de neve históricas que estão acontecendo no mundo são mostra disso”, acrescentou.

    Por exemplo, no século VI houve um mínimo de atividade solar conhecida como “mínimo medieval”. Posteriormente veio o “período quente medieval”, seguido de mais uma mini era de gelo no Ancien Régime e um novo período quente que se prolongou até o fim do século XX.

    O fenômeno, aliás, é bem conhecido pelos cientistas sérios. Porém, como fere o mito do “aquecimento global” a mídia e os ativistas alarmistas menosprezavam-no aduzindo ser invenção de “céticos” pagos pelas multinacionais.

    Agora, o fracasso da conferência de Copenhague, o desvendamento em série de fraudes científicas praticadas pelo IPCC e evidenciadas no “Climagate”, tornaram mais fácil que informações importantes como os fornecidos pela UNAM cheguem ao grande público.

    Um abraço,

    Luciano

  2. Francisco Gomes
    Posted 22 setembro 2011 at 8:57 PM | Permalink

    É aquecimento global só em certas cabeças, e para engamar povo e faturar mais tarde.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: