Novo México, 14 de Junho de 2011: três investigaçãos científicas independentes anunciam uma forte diminuição da atividade solar ao longo das próximas décadas!

UPDATE 1: Otros sites onde se fala da conferencia de Novo Mexico:

http://www.whatdoesitmean.com/index1492.htm

http://news.yahoo.com/s/afp/20110614/ts_afp/usspacesun

Muito interessante o que a NASA escrive para o seus dipendentes….prepar-se para um disastre.

http://www.nasa.gov/centers/hq/emergency/personalPreparedness/index.html

Ontem foi realizada uma grande conferência sobre o SOL no Novo México onde os cientistas de fisica solare revelaram os resultados de três pesquisas científicas que trazem todos à mesma conclusão: nosso astro está passando por uma fase de profunda quietude começada como bem sabemos durante 2008, mas que iria ser destinado para continuar nas próximas décadas.

Aqui está um link em inglês:

http://www.space.com/11960-fading-sunspots-slower-solar-activity-solar-cycle.html

http://www.Space.com/11936-Sun-Weather-Sunspot-Cycle-Announcement-Preview.html

No SOL  coisas estranhas estão acontecendo, incluindo a rápida deterioração das manchas solares e o enfraquecimento acentuado da actividade magnética perto dos pólos, todos os factos que poderiam significar que o nosso astro se prepara para ser menos ativos nos próximos anos.

Os resultados de três estudos separados parecem demonstrar que, mesmo agora que o ciclo vai ao máximo, o sol pode permaneçer durante um longo período com baixa atividade, que pode persistir mesmo no decurso do próximo ciclo, com uma forte diminuição do número de manchas ou até mesmo seu desaparecimento total!

Estudos examinaram os jet stream estão faltando dentro do sol, o desbotamento das manchas solares visíveis na superfície do sol e as alterações da coroa e perto dos pólos.

“Isso é muito incomum e inesperado,” disse Frank Hill, diretor associado do Observatório Solar nacional. “Mas o facto de três estudos sobre o sol totalmente diferentes e independentes têm apontado na mesma direção é um indicador poderoso que o ciclo de manchas solares pode ir em modo de hibernação”.

http://www.thegwpf.org/the-climate-record/3204-next-solar-cycle-may-not-happen.html

Manchas solares

Manchas solares são áreas temporárias na superfície do sol que são causadas pela intensa atividade magnética. Estas estruturas, por vezes, podem levar a enérgicas tempestades solares que enviar fluxos de partículas no espaço.

Astrônomos estudam estas manchas porque seu número e frequência são os principais indicadores de actividade do sol, que aumenta e diminui em um ciclo de 11 anos. Normalmente, um ciclo dura aproximadamente 5,5 anos para mover de um mínimo solar, quando há menos manchas solares, até o solar máximo durante o qual se amplifica a atividade de manchas solares.

A dimensão de una mancha solar é grande como a Terra!!

Atualmente, o sol está no meio do ciclo designado período 24 e progrida para seu pico. No entanto, descobertas recentes indicam que a atividade do próximo ciclo solar, ou ciclo 25 poderia ser bastante reduzido. Na verdade, alguns cientistas estão querendo saber se esta diminuição da atividade poderia levar a um segundo mínimo de Maunder, que foi um período de 70 anos (a partir de 1645 a 1715) durante o qual o sol não mostrou praticamente alguns ou mesmo nenhuma mancha soalre.

Hill é o autor de um dos estudos que usaram dados a partir do grupo de rede de oscilação Global assistindo os recursos dentro do sol. (O grupo inclui seis estações de observação ao redor do mundo). Os astrônomos examinaram um fluxo de vento zonal de Leste para oeste dentro do sol, chamado de oscilação de torção. A latitude deste fluxo de jet corresponde à formação de novas manchas solares em cada ciclo, e este modelo já foi bem sucedido para ter previsto o início do ciclo atual.

“Nós esperamos ver o início do fluxo zonal de ciclo 25 mas  até agora não vemos qualquer sinal”, disse Hill. “Indica que o topo do loop, pode ser adiada até 2021 ou 2022, ou mesmo não acontecer nunca”.

O campo magnético do sol (L & P)

No segundo estudo, pesquisadores observaram uma tendência a longo prazo de um enfraquecimento na força magnética das manchas solares e preverom que, dentro do próximo ciclo solar ocampo magnético do sol seria tão fraco que  poucos ou até mesmo nehuma mancha poderia ser vista!

Com mais de 13 anos de dados coletados em manchas solares graças ao telescópio McMath-Pierce Kitt Peak no Arizona, Matt Penn e William Livingston observaram que a força do campo magnético média diminuiu significativamente no decurso doss ciclo 23 e 24. Como resultado, a temperatura das manchas solares aumentaram e tornaram-se menos escura e menos visível.

Se a tendência continua, a força do campo magnético do sol pode cair abaixo de um certo limite e as manchas solares podem desaparecer por completo, porque o campo não será forte o suficiente para superar essas forças convectivas na superfície solar.

http://www.theregister.co.uk/2011/06/14/ice_age/

Estudos sobre a coroa solar

Em outro estudo, Richard Altrock, chefe do programa de investigação sobre a coroa solar na fábrica NSO no Novo México, analisou a coroa solar, notando uma desaceleração do nível normal de atividade magnética.

“Uma coisa fundamental para entender é que os filamentos coronais maravilhosos são realmente poderosas e robustas estruturas magnéticas enraizado dentro do sol,” disse Altrock. “As mudanças que vemos na coroa refletem mudanças profundas dentro do sol”.
Manchas solares novos geralmente surgem a uma latitude de cerca de 70 graus no início do ciclo solar e, em seguida, movendo-se em direção ao Equador. O novo campo magnético empurra os resíduos do passado a 85 graus no sentido dos pólos. O ciclo atual, no entanto, está mostrando um comportamento diferente.

“O ciclo de 24 começou tarde e lentamente e agora não pode ser forte o suficiente para criar uma corrida para o pólo, por isso vamos ver um máximo solar muito fraco em 2013, se não totalmente ausente,” disse Altrock. “Se a corrida para o pólo você é incapaz de completar, isso cria um grande dilema para os estudiosos, como isso significaria que o campo magnético do ciclo 23 não desapareceu completamente das regiões polares. … Ninguém sabe o que o sol vai fazer neste caso “. (Eu acrescentaria, não haverá nenhuma inversão dos pólos magnéticos, a mesma coisa que aconteceu durante o Maunder!)

Se modelos têm-se revelado corretos e continuarem as tendências, as conseqüências poderiam ser profundas.

“Se formos direito, isso ainda que um fraco máximo solar poderia ser o último que vamos ver por algumas décadas,” disse Hill, pode afetar tudo, desde a exploração do espaço até  o delicado clima do nosso planeta! ” (resfriamento global da Terra como durante o minimo e depois do Maunder)

Portanto, em resumo, temos 3 estudos independentes o primeiro sobre manchas solares, outro (L & P) sobre o campo magnético e o último sobre a coroa solare,  e eles alcançaram o mesmo resultado: estamos para atravessar um período de baixa atividade solar (e isso já sabia e esse blog está dizendo a muito tempo) muito provavelmente a última de várias décadas ou ciclos.

E tem pessoas (pseudocientistas climaticos) que ainda falam que o SOL é imutavel… cuidado gente se teremos um novo minimo de Maunder o frio será bastante para ter muitos problemas sociais, muito mais que o aquecimento global!!!

http://wattsupwiththat.com/2011/06/14/all-three-of-these-lines-of-research-to-point-to-the-familiar-sunspot-cycle-shutting-down-for-a-while/#more-41680

SAND-RIO

4 Comments

  1. Luciano
    Posted 15 junho 2011 at 11:07 AM | Permalink

    Olha pessoal, é hora de nossos governantes ficarem em alerta!

    Com o aumento da população mundial e diminuição da temperatura global (como conseguência menor produção agrícola), poderemos ter um caos do tamanho do Sol!

    É melhor os governos pararem com especulações e abrirem os olhos para o que realmente está por vir.

    E realmente, o Sol está estranho, hora ativo, hora volta a sua quietude!

    • Posted 15 junho 2011 at 3:33 PM | Permalink

      Vç está certissimo Luciano. Mas o estudo sobre o que aconteceria a população mundial em caso de resfriamento da temperatura terrestre já existe. Não sei se vou publicar este estudo (que eu tenho) porqué é de uma agencia americana ligada aos serviços secretos e a presidencia da republica americana. è umo estudo politico social, com migrações em massa, carestias, e mudanças politicas em todos os continentes.
      Este é o site, até agora nada de secretos:
      http://www.cna.org/sites/default/files/news/FlipBooks/Climate%20Change%20web/flipviewerxpress.html

  2. marcio
    Posted 16 junho 2011 at 4:30 AM | Permalink

    Luciano,

    Para mim é quase certeza de que a nova “demanda” ambiental e o novo “significante vazio” na boca dos ambientalóides e pseudo-cientistas será o arrefecimeto global dentro de um resfriamento global, talvez “antropogênico”. Não faltarão covardes que correrão para debaixo das asas desse nosso governo incompetente e corrupto que pedirá conselhos aos canalhas do IPCC ou da ONU ou das ONG´s que prontamente requisitarão recursos para novas mentirosas pesquisas para datar o próximo apocalipse, propagando aos quatro cantos, para todo idiota repetir, que “O PROBLEMA AGORA É OUTRO!!!”
    Uma vez na vida, percebam que os políticos se utilizam das discussões e das terminologias científicas para criar novas burocracias e aumentar seu próprio poder, e nada mais. Eles fazem isso unicamente porque TODOS clamam aos governos soluções que não estão ao alcance do estado. O governante, para suprir a pressão da demanda desse novo “saber popular” cria mais burocracia e mais propaganda , nada mais.

    Se diante da verdade que se apresenta, você não sabe o que fazer, faça o que é do seu dever e deixe que Deus cuida de todo o resto.

  3. Antônio Gomes
    Posted 18 junho 2011 at 2:29 PM | Permalink

    É tudo muda, se não, não teria graça. A vida vai ser assim um dia quente, e muitos vão ser frios. São exatos 12.500 quentes , esse foi o maior periodo até agora, e 90.000 e poucos anos frios. Tudo indica, sol em mínimo, sem manchas, Polo Norte magnético mudando a uma velocidade impressionante,oscilação da terra parando inclinação já sofreu mudanças também, e clima em franca revolução. Só não vê quem não quer.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: