Um agradavel comentario do Prof. Ernani Sartori

Recebi com prazer um comentario do Prof. Ernani Sartori, que  mereçe ser publicado nesse pobre blog porqué ele ressalta varios problemas na questão do  aquecimento global e sua medição.

Na quinta feira vou publicar o ultimo artigo do Prof. Molion.

Olá,

Alguns dizem que há interesses por trás desse tal de aquecimento global. Pode até haver alguns que se aproveitam no meio de uma coisa midiática tão grande, mas enquanto o absurdo empirismo dessa gente que comanda e domina essa questão não aplicar as ciências de conhecimento universal e assim continuar cometendo erros tão absurdos e elementares da física básica, podem deixar que se trata apenas de ignorância científica mesmo e, por isso, uma “conspiração” climática mundial não se sustenta. E já deram muitas provas disso, em seus “modelos” fajutos (os quais são ajustados para darem os resultados desejados, que absurdo!!), em publicações de revistas, em “previsões”, etc. Primeiro eles têm que entender bem e resolver cientificamente a questão, como eu já a resolvi, modestamente, o que o Molion não conseguiu, antes de afirmarem que há conspiração, por uma questão de lógica e bom senso.

Quem comanda e domina essa questão no mundo é o IPCC e seus meteorologistas, climatologistas, hidrologistas, etc, os quais, para afirmar que existe aquecimento “global”, absurda e ingenuamente relacionaram um aumento de temperatura com um aumento de CO2. Mas, para constatar que há aumento do efeito estufa não basta uma simples e ingênua relação de um parâmetro com outro, pois na atmosfera há muitos outros parâmetros que precisam ser relacionados entre si para podermos realmente constatar um aumento de aquecimento atmosférico. E tais relações são baseadas na teoria física da questão, o que não se vê os profissionais acima relacionados fazerem, por isso erram tanto e tão absurdamente. E falo isso não apenas em relação às coisas que se vê na mídia, mas em relação às publicações de suas revistas internacionais, cujos artigos deveriam ser um primor de ciência, mas não são, são muitos e enormes absurdos mesmo.

Além de eles terem relacionado somente um único parâmetro com outro, eles escolheram apenas as partes da história em que há os referidos aumentos, mas há outras partes da história em que há reduções desses parâmetros que não foram considerados por eles. É nessa hora que entra o Molion, que escolheu para suas afirmações exatamente o lado contrário dos outros, ou seja, quando os referidos parâmetros decrescem, cometendo o mesmo erro, só que do lado contrário. Vale lembrar que o Molion é tambem meteorologista e, como os outros empíricos, só depende de dados experimentais, os quais têm uma variabilidade natural complexa que confunde se as análises não forem ajudadas pela verdadeira teoria científica. Trabalhei e tenho trabalhado teórica e experimentalmente com sistemas de aquecimento atmosferico e posso dizer que quase tudo que tem sido dito sobre o tal do aquecimento “global” está essencialmente errado, inclusive pelo Molion.

Por incrível que pareça, o ser humano é sim capaz de causar mudanças climáticas, mas não do jeito que dizem. Com poucas palavras, faço qualquer um entender como o ser humano pode sim interferir no clima. Enquanto isso, conheçam mais em sartori-aquecimentoglobal.blogspot.com.

Prof. Ernani Sartori
sartori-aquecimentoglobal.blogspot.com

3 Comments

  1. Marcio Silva
    Posted 2 junho 2011 at 5:16 PM | Permalink

    Senhores, talvez vocês não tenham percebido, mas desde que Ernesto Laclau ensinou para os estrategistas de esquerda que;

    O “saber público” não atua apenas como uma espécie de juiz ou observador, mas, como um CRIADOR DE DEMANDAS.
    Para Laclau, a formação de demandas que orientam movimentos sociais apóiam-se sempre em significantes flutuantes, ou seja, significantes suficientemente ambíguos e polissêmicos capazes de atrair para si uma diversidade de significados, reduzindo a diferença e consolidando a identificação necessária para a ação.”
    Ou seja, não importa se haverá aquecimento ou resfriamento, e é muito menos importante provar cientificamente qualquer coisa, o importante é criar um “saber popular” que qualquer idiota, criança ou político demagogo possa repetir, quando quer explicar ou reivindicar qualquer coisa. Essa massa de idiotas falando os mesmo termos, mesmo que para assuntos diferentes é que criam uma DEMANDA. Essa demanda será preenchida pela criação de novas instituições exigirá injeção de recursos públicos, funcionários públicos, ou seja, novas burocracias e novos poderosos.
    Os “significantes flutuantes” que Laclau define, são significantes vazios, como “sustentabilidade” ou “mudanças climáticas” que podem ser usados a qualquer hora para qualquer coisa, por qualquer idiota , para explicar pseudo-cientificamente qualquer ação política.

    Quando as questões ambientais começaram a ser usados politicamente como “significantes flutuantes” o improvável (ainda não provado) aquecimento global antropogênico empurrou para a margem da discussão questões importanes como o uso de enegia nuclear, poluição das águas, poluição do solo, lixo no mar, desmatamento das florestas, tráfico de animais, biopirataria , mineração em áreas de floresta , pelo simples fato de que se essas questões reais fossem resolvidas, as demandas cessariam com o problema, ao passo que acreditar por fé que que as mudanças climáticas globais são absolutamente antropogênicas geram demandas que jamais acabam. E vemos dirigentes de ongs cheias de idiotas, ditando regras, assumindo governos e ministérios, criando leis internacionais e cobrando Royalties por selos verdes.

    Me desculpem por tomar seu espaço…

    • Posted 3 junho 2011 at 12:37 AM | Permalink

      Concordo com Vç tb nas virgulas.

    • Posted 3 junho 2011 at 12:38 AM | Permalink

      Quando as questões ambientais começaram a ser usados politicamente como “significantes flutuantes” o improvável (ainda não provado) aquecimento global antropogênico empurrou para a margem da discussão questões importanes como o uso de enegia nuclear, poluição das águas, poluição do solo, lixo no mar, desmatamento das florestas, tráfico de animais, biopirataria , mineração em áreas de floresta , pelo simples fato de que se essas questões reais fossem resolvidas, as demandas cessariam com o problema, ao passo que acreditar por fé que que as mudanças climáticas globais são absolutamente antropogênicas geram demandas que jamais acabam. E vemos dirigentes de ongs cheias de idiotas, ditando regras, assumindo governos e ministérios, criando leis internacionais e cobrando Royalties por selos verdes.

      PERFEITO!!!!!


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: