As mentiras da NASA: 2010 o ano mais quente.

O ano 2010, de acordo com a NASA, foi o ano mais quente de sempre: ouvimos falar todos os jornais por semanas. . Mas  não pensa assim Joseph D’Aleo, especialista norte-americano que atacou fortemente aqueles que espalham tais “catástrofes infundadas” com um documento que publicamos na íntegra. 

Primeiro, quem é Joseph D’Aleo: os mais populares dos meteorologistas e climatologistas dos EUA  entre os fundadores, da famosa e histórica “The Weather Channel.”  D’Aleo foi presidente da Sociedade Meteorológica Americana, acredita que o planeta está experimentando nos últimos anos, um esfriamento global, e ele fondou o site  http://icecap.us/, um blog sem fins lucrativos que nasceu em 2005, para “desafiar o consenso científico sobre as alterações climáticas e que o recente aquecimento observado se deve principalmente às atividades humanas” .
Estamos falando, em suma, de um cientista estimado  e apreçiado, não é certamente o primeiro que  acorda e diz alguma coisa.

Nel documento pubblicato nei giorni scorsi, intitolato “Ecco perchè i proclami NOAA e NASA devono essere ignorati” , D’Aleo in apertura cita il Presidente USA Dwight Eisenhower che nel 1961 metteva in guardia la nazione sui rischi della corruzione della comunità scientifica. Em artigo publicado há poucos dias, intitulado “É por isso que a NASA e NOAA reivindicações devem ser ignorados”, disse D’Aleo na abertura citações presidente dos EUA, Dwight Eisenhower, que em 1961 alertou a nação sobre os riscos de corrupção da comunidade científica.

No texto, D´ALEO acusa NOAA e NASA  de alimentar o alarmismo infundado que gera medo nos governos do planeta, a fim de levá-los para o financiamento dessas instituições com grandes somas de dinheiro para pesquisas climáticas intimamente ligada à análise e estudos sobre o aquecimento global devido às atividades humanas.
D’Aleo, no documento, acusou a NASA de “falsificar os dados, estendendo as anomalias positivas de algumas estações meteorológicas em  áreas muito mais extensas que não são objecto de estudos (areas deserticas, areas sem população como Siberia, Groenlandia, Northe do Canada, areas africanas e asiaticas em suma todas as areas onde não existe uma só estação climatica) e, em conclusão, diz que nãoaposta nem um dolar que o 2010 foi o ano mais quente de sempre, como tinha sido dito  por dia para os especialistas(?) da NOAA e NASA, até mesmo com o apoio da ONU .

Quem está certo? Quem está dizendo a verdade?
É uma questão que não é fácil de dar uma resposta, mas o documento de Joseph D’Aleo é muito claro, no entanto, e coloca a ênfase nas questões que, pelo menos, exigem uma clarificação por parte das agências.
Porqué de catastrofismo e   alarmismo a gente  não quere mais.  Ainda mais se, como parece, são absolutamente infundadas.

  • Clique aqui para baixar o documento Joseph D’Aleo. pdf
  • http://www.meteoweb.it/cgi/uploads/sezioni/7714/foto_appr1/daleo-joe.jpg

    Joseph D’Aleo Joseph D’Aleo

    SAND-RIO

    Anúncios

    Comente

    Required fields are marked *

    *
    *

    %d blogueiros gostam disto: