Primavera no Brasil sob influência do Fenômeno La Niña

Imagem de Satélite de GOES8 - Atualizado uma vez a cada três horas.

A previsão climática de consenso aponta para a maior probabilidade de ocorrência de chuvas acima da média no norte da Região Norte e abaixo da média no centro-sul do Brasil durante o trimestre de outubro, novembro e dezembro de 2010. Esta previsão foi baseada no resultado de modelos climáticos (dinâmicos e estatísticos) que indicam a persistência do fenômeno La Niña pelo menos até o início de 2011. Ressaltou-se, também, a tendência de atraso do período chuvoso no setor central e leste do Brasil, com maior probabilidade de ocorrer durante o mês de novembro.

As temperaturas estão previstas na categoria acima da normal climatológica no centro-sul do Brasil, que inclui a Região Sul e parte das Regiões Centro-Oeste e Sudeste. Nas demais áreas do País, estão sendo previstos valores em torno da normal climatológica.
Satelite GOES 8 atualizado cada 3 H.

O mês de agosto foi seco na maior parte do Brasil. Durante a primeira quinzena, apesar da incursão de sistemas frontais, a umidade relativa do ar foi inferior a 15% em várias localidades das Regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste como se observou em Bom Jesus da Lapa-BA (10% no dia 09) e Brasília-DF (7% no dia 10).  Em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo, os baixos índices de umidade relativa do ar deixaram a população em estado de atenção ao longo deste mês. As queimadas aumentaram 200% em comparação com o mês anterior e 280% em comparação com o mesmo período de 2009. No período de 01 a 21 de setembro, já foram totalizados quase 40.000 focos de queimadas em todo o Brasil, sendo a média esperada para todo o mês, aproximadamente, igual a 45.000 focos.

A persistência do resfriamento das águas na região do Pacífico Equatorial e da convecção na região da Indonésia indica a manutenção da fase ativa do fenômeno La Niña.

La Niña provoca várias perturbações climáticas globais, incluindo uma queda na temperatura global e eventos climáticos extremos em todo o mundo, que sem dúvida continuarão a ser convenientemente atribuídos ao Aquecimento Global que na realidade não tem nada a ver com esses fenomenos climaticos naturais e ciclicos. Pior do Global Warming é só a estupidez humana  que acredita nos bispos e na igreja climatica.

SAND-RIO

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: