Uma mini tempestade magnetica solar.

Domingo 1 Agosto, uma incomun e complexa erupção magnetica lançou una nubem de particulas carregadas eletricamente em direção a Terra.
A tempestade entrou em choque com a megnetosfera terrestre esta terça feira sem arrecadar danos qualquer.
FACTOS: No domingo, houve uma pequena erupção solar na mancha conhecida pelo número 1092. Não teria sido motivo de grande preocupação se um grande filamento de gás frio,que se estende ao longo do hemisfério norte do Sol não resolvesse escolher justo aquele mesmo momento para explodir no espaço.

Apesar de estarem separados por milhares de quilômetros,os dois eventos podem estar ligados. Imagens do Observatório de Dinâmica Solar da Nasa flagraram uma onda de choque viajando da chama provocada pela explosão para o filamento.

São dois fenômenos distintos, mas estão obviamente relacionados.
O impacto das partículas carregadas ocorreu às 14h30 de terça-feira e de acordo com dados registrados por magnetômetros instalados nos EUA e Canadá atingiu a marca 6 do Índice KP que vai até 9. Esse índice é considerado de forte intensidade e pode provocar blackouts de radiopropagação e interferências em dados de GPS e balizadas de radionavegação. Índices KP superiores a 6 já passam a representar riscos de distúrbios em equipamentos eletrônicos e distribuição de energia elétrica.

Desde que foi ejetada, a primeira carga de partículas levou três dias para percorrer os 148 milhões de km que separam a Terra do Sol, viajando a mais de 2 milhões de km por hora.
O primeiro resultado da ejeção de massa coronal (CME) foi a produção de brilhantes auroras boreais sobre as altas latitudes da Europa e norte da América do Norte, especialmente no Canadá.

Aurora boreal no norte do Canada esta noite

De acordo com dados gerados pelo Centro de Previsão de Clima Espacial, SWPC, dos EUA, existem 35% de chances das novas tempestades atingirem as mesmas regiões da Terra e 25% de possibilidades de que as tormentas cheguem às latitudes médias do planeta. Se isso ocorrer, moradores da região mais populosa da Europa e EUA poderão observar os efeitos da tempestade.

O que os especialistas chamam de filamentos são tubos gigantes de magnetismo repletos de gás solar localizados na atmosfera do Sol. O filamento em questão atravessou uma extensão 50 vezes superior ao diâmetro do nosso planeta antes de explodir. Seu conteúdo foi, então, lançado ao espaço, produzindo uma nuvem eletricamente carregada de partículas.
Ver os artigos sobre o SOL em “Conhecimento basico do Sol)
https://sandcarioca.wordpress.com/category/conhecimento-basico-di-sol/

Uma nuvem similar, que chegou à atmosfera terrestrno inicio de julho pode ter sido a responsável pela pane no Intelsat Galaxy 15. Em termos solares, não se trata de uma grande erupção. Na verdade, o Sol atravessa um período bastante calmo.
https://sandcarioca.wordpress.com/2010/07/03/forte-explosao-solar-registrada-neste-sabado/

O minimo solar continua e para ver a difernça entre o 2003, primeiro ano depois do minimo do ciclo 23 e 2009 primeiro ano depois do minimo do actual ciclo é só ver este video em Youtube.

Fico convencido que o maximo solar será no fim do 2010 inicio 2011 e não como dizem os fisicos solares da NASA em 2013.

Da qui em diante os artigos sobre a situação solar serão mais frequentes, uma o dois vezes por semana e se alguem quere comentar o quere mais minucias sobre a situação do Sol é só fazer a pergunta nos comentarios… desculpando-me sempre para o meu portuguese.

Maiores detalhos sobre o Sol e o clima mundial no site italiano

http://daltonsminima.wordpress.com/

onde escrivo artigos mas só em italiano.

SAND-RIO

Anúncios

7 Comments

  1. Posted 7 agosto 2010 at 12:43 AM | Permalink

    obrigado por partilhar connosco as informações que tem. Acho importante estar informado!

    • Posted 7 agosto 2010 at 11:36 PM | Permalink

      Obrigado Maria de Lourdes, espero sempre fazer comentarios objetivos sobre a nossa estrela.
      È importante fiscalizar o Sol porqué é uma fase de minimo que pode ter efectos sobre o clima terrestre.

  2. Wenyton Marinho
    Posted 10 agosto 2010 at 3:46 PM | Permalink

    As recentes enchentes tem alguma relação com as explosões solares?

    • Posted 12 agosto 2010 at 10:21 PM | Permalink

      Com as explosões solares certamente não, mas existe uma relação entre actividade solar e as nuvens, e as nuvens aportam mais chuva.
      Essa é a teoria de Landscheidt.

  3. Priscilla Souza
    Posted 10 agosto 2010 at 3:47 PM | Permalink

    Existe alguma relaçao entre as profecias Maias e as explosões solares?

    • Posted 12 agosto 2010 at 10:18 PM | Permalink

      Nehuma relação. Sempre tem explosões solares a mais forte foi o evento Carrington en 1859.

  4. Vinicius J. Prado
    Posted 3 outubro 2010 at 12:34 AM | Permalink

    Existe alguma diferença do alinhamento da terra, sol e centro da galáxia que ocorre duas vezezes ao ano, com o de 21.12.2012?
    Se eu entendi bem, nossa galáxia é como um disco, e a partir de 21.12.2012, vamos passar para o lado de cima do disco, é isso mesmo??..e se for isso, poderá pertubar o sol mais do que o normal?


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: