A INFLUÊNCIA DOS FENÔMENOS CLIMÁTICOS: Niño e Niña

Um grande influenciador do sistema climático da Terra é representado pela interação entre a superfície dos oceanos a atmosfera. Os processos de troca de energia e umidade entre eles determinam também o comportamento do clima em todo o mundo. Dentre os fenômenos climáticos mais conhecidos, estão o El Niño e a La Niña.

O El Niño representa o aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial. A palavra El Niño é derivada do espanhol, e refere-se a presença de águas quentes que todos os anos aparecem na costa norte de Peru na época de Natal. Os pescadores do Peru e Equador chamaram a esta presença de águas mais quentes de Corriente de El Niño em referência ao Niño Jesus ou Menino Jesus. Já a La Niña é o resfriamento das águas do Oceano Pacífico Equatorial. No entanto, mesmo sendo o oposto do El Niño, não significa que os efeitos sejam opostos.

El Niño e La Niña, quando atuantes, geram conseqüências no tempo e no clima em todo o planeta. Uma maneira de acompanhar a evolução destes fenômenos é observar as mudanças da temperatura da superfície do mar ao longo do ano.
O QUE ACONTECE NA ATMOSFERA EM ANOS NORMAIS

Ventos chamados alísios sopram dos Trópicos para a região da linha do Equador. Estes ventos geram áreas de instabilidade conhecidas por ZCIT – zona de convergência intertropical. A ZCIT oscila para sul ou norte dependendo da época do ano. Estes ventos são responsáveis por movimentar as águas do Ocenao Pacífico. Nos anos normais, os ventos alísios ajudam a manter as águas quentes do Pacífico presas na região da Indonésia. Nestas circunstâncias, o mar aquece o ar, que sobe e forma nuvens de tempestade que precipitam sobre essa região.

O QUE ACONTECE NA ATMOSFERA COM EL NIÑO

Os ventos alísios ficam enfraquecidos. Sem os ventos fortes, todo o Oceano Pacífico Equatorial começa a aquecer, liberando evaporação e formando nuvens com intensas chuvas no Pacífico Equatorial Ocidental. Esta mudança no local da formação destas nuvens gera modificações no padrão de circulação do ar e da umidade na atmosfera, alterando o clima no mundo inteiro. O fenômeno dura de 12 a 18 meses, em média. Em episódios de El Niño, a temperatura da superfície do mar chega a ficar até 4,5ºC acima da média.

EFEITOS DO EL NIÑO NO MUNDO

O QUE ACONTECE NA ATMOSFERA COM LA NIÑA

Os ventos alísios ficam mais intensos, “empurrando” as águas do Pacífico para o Pacífico Equatorial Oeste, onde ficam mais quentes. Por consequência, próximo à costa do Peru as águas ficam mais frias, e a evaporação e formação de chuvas fortes fica concentrada na Indonésia. Tal como o El Niño, a mudança na formação destas nuvens gera modificações no padrão de circulação do ar e da umidade na atmosfera, alterando o clima no mundo inteiro. Em geral, episódios La Niñas têm períodos de aproximadamente 9 a 12 meses. Os valores da temperatura da superfície do mar em anos de La Niña têm desvios menores que em anos de El Niño, ou seja, as maiores anomalias observadas não chegam a 4ºC abaixo da média.

EFEITOS DO LA NIÑA NO MUNDO

Artigo do http://tempoagora.uol.com.br/mclimaticas/mc_elnino_lanina.php

SAND-RIO

2 Comments

  1. diogo
    Posted 3 novembro 2010 at 10:33 PM | Permalink

    Mut bom mut bom(gostei pra carambaa)()

  2. Raquel de Araujo Sil
    Posted 20 junho 2011 at 7:00 PM | Permalink

    eu achei essa postagem muito boa apesar de não ter me ajudado muito no meu trabalho escolar mais tudo bem. Quando eu precisar de fazer um trabalho sobre o El Niño e La Niña eu sei aonde procurar. Eu estava procurando por fenômenos climáticos mais não estava falando muito sobre o assunto mais tudo bem procuro em um outro site.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: